Estética

25/08/2015 08:02 - Atualizado em 20/12/2016 11:19

Eletrolipólise: Tratamento estético tem contraindicações

A técnica usa correntes elétricas para quebrar as células de gordura.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já ouviu fala em eletrolipólise? Esse tratamento estético é indicado para ajudar no combate à gordura localizada e à celulite, usando correntes elétricas de baixa frequência para quebrar as células de gordura e facilitar a eliminação pelo organismo. Com isso, também é possível conquistar resultados na redução de medidas.

Apesar de não ser invasivo, o procedimento não é indicado para todas as pessoas e possui uma série de contraindicações. O ideal é procurar um especialista antes de realizar a técnica para que seja feita uma avaliação adequada e o tratamento não traga riscos à saúde.

mulher pega gordura da barriga e quer fazer eletrolipolise

Como funciona a eletrolipólise

Também chamada de eletrolipoforese, a eletrolipólise é feita através da aplicação de uma corrente elétrica de baixa frequência nos locais em que se deseja eliminar gordura. As principais regiões submetidas ao procedimento são o abdômen, os flancos, os glúteos e as coxas.

A corrente elétrica estimula a lipólise, processo de quebra da gordura, que provoca mudanças fisiológicas nas células adiposas e aumenta seu metabolismo, acelerando o gasto calórico. Com isso, a gordura é mais facilmente eliminada pelo organismo, ocorrendo também o aumento do fluxo sanguíneo, melhorando a circulação no local.

As ondas elétricas são passadas por meio de um aparelho ligado a agulhas de acupuntura, que devem ser colocadas em pares na região do corpo a ser tratada. Durante o procedimento, a pessoa sente levemente a corrente elétrica, que provoca uma sensação de formigamento no local.

A eletrolipólise promove a quebra das células de gordura e facilita a sua eliminação pelo organismo. O uso da técnica promete combater as gorduras localizadas e as celulites, sendo possível potencializar os resultados se a pessoa combinar outros tratamentos estéticos e ainda a prática de exercícios físicos e de uma dieta hipocalórica.

Cuidados e contraindicações

O procedimento não é liberado para qualquer pessoa e possui uma série de contraindicações. Pessoas que possuam as seguintes condições não devem se submeter à técnica:

Saiba Mais
Resultado imediato! Ácido polilático combate a flacidez
Elimine estrias e gordura localizada com a carboxiterapia
Kangoo Jumps: Exercícios com salto queimam gordura

- Mioma uterino

- Câncer

- Uso de medicamentos com corticoides, progesterona ou betabloqueadores

- Hipertensão

- Hipoglicemia

- Diabetes

- Síndrome de Cushing

- Marcapasso cardíaco

- Hipotireoidismo

- Gravidez

- Epilepsia

- Insuficiência renal

- Alergia na região a ser tratada

- Deficiência de cálcio e osteoporose.

Em geral, bons resultados da eletrolipólise podem ser percebidos a partir da décima sessão, variando de acordo com cada caso. É possível acelerar o processo, combinando outros tratamentos estéticos, como a drenagem linfática, que ajuda a eliminar retenção de líquidos e toxinas do organismo.

Além de realizar as sessões de eletrolipólise em dias alternados, é indicado também praticar exercícios físicos regularmente, principalmente aeróbicos, e manter uma alimentação equilibrada. Com isso, as gorduras localizadas são eliminadas mais facilmente e de forma saudável.

Você já realizou algum tratamento estético similar? Quais foram os resultados? Deixe um comentário e ajude outros leitores do Vivo Mais Saudável a tirarem suas dúvidas!

TAGS
celulite
gordura localizada
tratamento estético
drenagem linfática

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ