Estética

29/05/2014 09:00 - Atualizado em 06/12/2016 02:58

Drenagem linfática reduz inchaço, mas não emagrece

Mitos e verdades sobre a drenagem linfática

POR

Redação

  • +A
  • -A

A drenagem linfática se tornou um dos procedimentos estéticos mais adotados pelas mulheres que desejam acabar com o inchaço provocado pela retenção de líquidos e deixar, assim, a silhueta mais fininha. Devido à boa fama, a técnica, no entanto, costuma ser encarada como milagrosa, dando margem para que muitos mitos relacionados à sua real ação e eficácia ganhem força entre o público feminino. Por isso, confira, a seguir, o que é verdade e o que não passa de pura especulação quando o assunto são as sessões desse tipo de massagem no corpo.

Drenagem linfática emagrece
Mito. Ao contrário do que muita gente imagina, a massagem não tem o poder de agir em prol do emagrecimento. Segundo Michelle Ferro, esteticista e fisioterapeuta corporal da clínica Elisabete Dobao, do Rio de Janeiro, a drenagem atua no estímulo da circulação sanguínea, fazendo com que haja uma melhor distribuição dos líquidos que estão em excesso no corpo. “Desta forma, há uma diminuição da retenção hídrica (inchaço) que dá apenas a sensação de emagrecimento”, esclarece a especialista.

A drenagem linfática libera toxinas do corpo
Verdade. Quando corretamente aplicada, a massagem faz com que os gânglios linfáticos (pequenas áreas pertencentes ao sistema linfático, que é responsável por filtrar o fluido linfático dos tecidos e produzir anticorpos) absorvam as toxinas e o excesso de líquidos do organismo, que são eliminados posteriormente através da urina.  

A massagem pode deixar alguns hematomas
Mito. A drenagem linfática feita de forma correta não causa hematomas. Eles só acontecem se o estímulo realizado for muito agressivo e houver rompimento dos vasos e dos capilares venosos. “Quando ocorre o bombeamento suave do sistema linfático, ela não machuca de forma alguma”, explica Michelle.

Os cremes utilizados possuem princípios ativos que ajudam a combater a celulite
Verdade. Normalmente, os princípios ativos utilizados nos cosméticos estão mais ligados à questão da celulite e flacidez cutânea. Eles melhoram a circulação sanguínea, a hidratação cutânea e, consequentemente, o tônus da pele.

A drenagem acaba com a celulite
Mito. A celulite tem várias causas e somente a drenagem não é suficiente para acabar definitivamente com ela. Como atua no combate à retenção de líquidos, a massagem consegue, apenas, melhorar o aspecto “casca de laranja” da pele e deixar os furinhos menos evidentes. “Por essa razão, o método, juntamente com uma dieta adequada e a prática de exercícios físicos, pode ser considerado apenas um auxiliar para quem deseja atenuar a celulite”, ressalta.

PURA VERDADE
Ao contrário do que muita gente imagina, as massagens de drenagem linfática não ajudam a emagrecer, pois apenas atuam na redução do inchaço corporal ao  proporcionar uma melhor distribuição dos líquidos do corpo, que dá uma falsa impressão de emagrecimento. Também por conta do combate à retenção hídrica, a celulite pode ser atenuada com as sessões de drenagem, deixando a pele mais lisa, mas dificilmente eliminada por completo. E você, costuma fazer sessões de drenagem linfática? Dê a sua opinião sobre o método nos comentários.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ