Estética

29/06/2016 10:00 - Atualizado em 16/01/2017 11:56

Depilação a laser ou fotodepilação? Saiba a diferença entre os métodos

Veja os prós e contras de cada procedimento e livre-se dos pelos no longo prazo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Ficar livre dos pelos para sempre é o sonho de muitas mulheres. Afinal, além do tempo gasto, depilar-se com frequência causa incômodo e exige certa logística - quem nunca se pegou planejando a depilação antes de uma viagem à praia? É por isso que muitas recorrerm a técnicas como depilação a laser ou fotodepilação em busca de uma solução de longo prazo. Se essa é a sua realidade, descubra a diferença entre cada uma das opções e livre-se de uma vez dos pelos!

Depilação a laser ou fotodepilação: qual é a diferença?

A fotodepilação é o nome dado à depilação feita por aparelhos de luz pulsada fraca (ou luzes diferentes do laser). “Ela é menos potente do que o método que utiliza laser”, diz a dermatologista Valéria Campos, especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Segundo ela, o laser, por sua vez, atua diretamente no folículo do pelo, promovendo sua remoção com muito mais eficiência.

Nos tratamentos com laser o pelo pode ser removido permanentemente ou demora muitos anos para voltar. Na fotodepilação é constante que o pelo volte, mas o tratamento é indolor e geralmente mais econômico a curto prazo. 

Contra indicações

Segundo Valéria, um problema que tem sido observado com frequência é o aumento dos pelos causados pelo uso de energias baixas da fotodepilação. Essas energias são insuficientes para destruir o pelo e ainda estimulam células presentes nos folículos pilosos, o que provoca o aumento dos pelos nas áreas tratadas. Outro problema, diz, é o uso de energias intermediárias que causam o nascimento de pelos finos e claros que são difíceis de tratar.

A dermatologista alerta que os olhos devem ficar protegidos durante o procedimento a laser. “Infelizmente existem vários casos de cegueira causada pelo laser".

Em ambos os casos, os melhores resultados são obtidos nos pelos mais grossos e peles mais claras. No caso do laser, afirma, há tipos específicos para remoção de pelos mais claros, finos e até para pele negra ou bronzeada. Já os pelos brancos e loiros não têm boa resposta em ambas as técnicas, diz.

Pesquisar é importante

Antes de decidir por qual método escolher, a recomendação é procurar uma clínica e um especialista de confiança, afinal, o procedimento envolve a saúde do corpo“Existem inúmeros equipamentos no mercado, alguns são capazes de remover os pelos num número menor de sessões. Também existem profissionais mais experientes e que se sentem mais seguros em usar energias mais potentes."

Segundo Valéria, em média o número de sessões deve ficar próximo de cinco. Valéria recomenda atenção aos preços. “Cuidado com essas clínicas que oferecem pacotes muito baratos. No final você tem que fazer inúmeras sessões e além de não resolver pode ate piorar.”

Descobriu se prefere depilação a laser ou fotodepilação? Então compartilhe com amigos e não deixe de acompanhar as novidades de estética do Vivo Mais Saudável.

TAGS
depilação a laser
depilação definitiva
fotodepilação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ