Estética

28/12/2014 10:37 - Atualizado em 03/12/2016 07:53

Clareamento de pele: Conheça as diferentes opções

Consultar um dermatologista é essencial ao buscar tratamentos para o clareamento de pele.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Tratamentos para o clareamento de pele podem ser mais superficiais, com a redução de manchas e pigmentação desproporcional, e mais complexos, mudando totalmente a tonalidade epitelial. Está em dúvida a respeito de qual caminho seguir? Então vamos conhecer um pouquinho sobre as suas opções.

Como clarear as partes mais superficiais da pele

Alguns tratamentos para clareamento de pele podem ser feitos em casa. Eles envolvem o uso de produtos cosméticos ou mesmo óleos vendidos em farmácias. Em casa ou em clínicas estéticas, qualquer tratamento deve ser precedido por uma consulta com o dermatologista.

Clareamento de pele

Confira alguns produtos que auxiliam a clarear a pele naturalmente:

Rosa de mosqueta: em forma de óleo, esse clareador de pele pode ser aplicado diretamente no local que se deseja tonalizar. Ele regenera o local, hidratando e clareando inclusive manchas de acne, estrias e espinhas. Utilize o óleo diariamente.

Iogurte natural: devido ao ácido lático presente em sua composição, o iogurte é excelente para clarear os tons da pele morena ou negra. Para realizar o procedimento, é necessário aplicar o produto na região desejada e deixar agir por 20 minutos. Após esse tempo, lave e use um hidratante corporal.

Pomadas com bepantol ou hipoglós: a vitamina A é um ingrediente encontrado em pomadas disponíveis em farmácias. Esse composto regenera, hidrata e clareia a pele. Aplique na região desejada antes de dormir todos os dias. Durante a noite, o produto age e tonaliza a camada superficial, sendo uma ótima opção de clareamento de pele.

Químicos para clarear a pele

Existem outros métodos de clareamento de pele, que exigem auxílio de um médico ou especialista em estética por utilizarem ativos químicos.

Peeling químico: nesse tratamento, são utilizados ácidos para queimar o exterior da pele, deixando-a limpa e sem manchas. Em média, o procedimento requer dez sessões para um efeito completo.

Peeling de cristal: cristais de hidróxido de alumínio removem a camada externa da pele nesse tratamento. Ele rejuvenesce os tecidos epiteliais e tira as manchas de espinhas, estrias, acnes ou do sol. Em três sessões (sendo uma por semana), já se percebem o resultados.

Laser: o clareamento de pele mais eficaz é o feito com laser ou luz pulsada, que utiliza jatos de luz para remover os pigmentos escuros da pele. Ele destrói as manchas e deixa a pele mais clara.

Novos cremes auxiliam no clareamento de pele

Um novo cosmético anda prometendo resultados ótimos para o clareamento de pele, mas gerando polêmica ao redor do mundo. Ele foi utilizado por uma artista nigeriana, que apresentou resultados em sete dias. Na composição, estão ingredientes como o aloe vera e as vitaminas C e E. Ele provoca a remoção da hiperpigmentação da pele e qualquer mancha do tecido epitelial. Ainda não foi autorizado para venda no Brasil.

Há que se cuidar, no entanto, com o uso de qualquer produto, remédio ou tratamento. Antes de tomar qualquer decisão, consulte o seu dermatologista. Além disso, quando realizados os procedimentos para clarear a pele, utilize sempre protetor solar, evite contato com limão e água oxigenada (que provocam irritação e queimaduras). Tonifique, hidrate e limpe a pele todos os dias, seguindo as recomendações do especialista.

Gosta das nossas dicas de beleza? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
dermatologia
pele
clareamento
beleza

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ