Estética

27/07/2014 02:00 - Atualizado em 02/12/2016 02:00

Cirurgia de blefaroplastia corrige pálpebras e elimina bolsa de gordura

Se você quer uma dar aparência mais agradável ao olhar, a blefaropastia é boa opção.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A expressão facial de uma pessoa tem uma influência incrível na primeira impressão que os outros terão dela. Pessoas com muito volume ou flacidez nas pálpebras, por exemplo, podem transmitir a aparência de que estão sempre cansadas, uma vez que os olhos ficam praticamente “espremidos”. Essa é uma condição facilmente contornada por meio da blefaroplastia.

O que é a blefaroplastia

Trata-se de um procedimento cirúrgico que corrige o excesso de gordura, músculo e pele das pálpebras superior e inferior. O resultado é uma aparência muito mais jovem, destacando os olhos que antes estavam escondidos.

blefaroplastia

A blefaropastia é indicada para todo o tipo de paciente que possui essa condição de pálpebra superior inchada, ou, então, bolsas na pálpebra inferior, e visam ter uma aparência mais agradável.

Geralmente, esse tipo de cirurgia plástica é procurado por pessoas acima dos 30 anos de idade. É importante destacar que a posição das sobrancelhas não são alteradas e, caso o paciente queira também levantar a testa, outro procedimento se faz necessário. A técnica vai mexer somente nas pálpebras.

Como é feita a blefaroplastia

A blefaropastia é realizada com anestesia local, por sedação, ou com uma anestesia geral. Sua duração pode ser de 40 minutos a duas horas.

O cirurgião começa o procedimento marcando o excesso de pele e, depois, o corta com um bisturi, cauterizando, em seguida, a área com um bisturi elétrico. Por fim, ele aplica pontos na região do corte. Esses pontos podem ser absorvíveis ou então necessitar de remoção após a recuperação. Há ainda cirurgiões que optam por adesivos cirúrgicos para fechar o corte.

Caso o problema da pessoa seja ptose palpebral - quando a pálpebra está caída devido a uma causa muscular - o médico atua corrigindo a musculatura orbicular.

Devido à anestesia, a blefaropastia é indolor. No entanto, podem surgir desconfortos durante o período de recuperação. Essas dores podem ser controladas por meio de medicamentos receitados pelo médico cirurgião.

Cuidados e riscos

Oito horas antes de realizar a cirurgia, o paciente deve estar em jejum. Ele também vai precisar de exames clínicos, como o hemograma e o coagulograma. Medicamentos anticoagulantes devem ser evitados antes do procedimento, assim como o tabagismo - deve ser cessado ao menos um mês antes da cirurgia.

No pós-operatório, há outros cuidados a serem tomados. Após o procedimento, pode haver internação de mais de 6 horas, dependendo da orientação do médico. O período de repouso em casa deve ser de uma semana, até a retirada dos pontos.

Além dos analgésicos receitados em caso de dor, podem ser administrados colírios para a lubrificação dos olhos. Óculos escuros são recomendados para evitar a exposição excessiva ao sol.

Se você procurar um profissional qualificado e bem recomendado, os riscos da blefaropastia serão mínimos. Mas, como em qualquer cirurgia, sempre vão existir. Nesse caso, os mais comuns são a trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares e riscos relacionados à anestesia, como choque anafilático, alteração da frequência cardíaca e da pressão arterial.

Se o profissional não for competente, há chances de que a cicatriz fique desfavorável ou perdure por bastante tempo, e até mesmo que a pele se desloque e fiquem hematomas. Se alguma dessas situações acontecer, pode-se voltar ao cirurgião e passar por um novo procedimento corretivo.

Vivo Beleza: Dicas diárias pra você ficar ainda mais bonita


Você conhece alguém que já fez esta cirurgia? Como qu foi o pós operatório? Os resultados foram positivos?

TAGS
pálpebras
eliminar bolsa

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ