Estética

21/01/2016 02:00 - Atualizado em 08/12/2016 11:22

Botox em jovens é necessáiro? Saiba quando utilizá-lo

Utilizar o tratamento como forma de prevenção pode ser mais prejudicial que eficaz.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A aplicação de botox em jovens tem sido uma alternativa para quem quer se antecipar e driblar os primeiros sinais da idade, como rugas, linhas de expressão e manchas. Mas a situação gera polêmica.

A médica Joana D’arc Diniz, especializada em Medicina Estética e Tricologia e diretora científica da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, alerta sobre a importância de saber a real necessidade de usar a técnica para retardar o envelhecimento. Saiba mais sobre o debate a seguir.

Entenda a toxina botulínica

Disponível em dois produtos comerciais, Botox e Dysport, a toxina botulínica é uma neurotoxina produzida pela bactéria anaeróbica Clostridium Botulinum. Existem sete sorotipos, que vão de A a G, sendo o primeiro o mais potente e, portanto, o eleito para os tratamentos estéticos.

"O procedimento é empregado com ótimos resultados na suavização das rugas de expressão ao redor dos olhos. A aplicação, em média de duas a três vezes por ano, depende da força que o músculo exerce quando é contraído", explica Dra. Joana.

botox em jovens - mulher com agulha no rosto

Na maioria dos casos, após a terceira sessão, o músculo enfraquece, ou seja, a região não fica mais tão marcada como era antes. Os efeitos colaterais são considerados raros, mas pode ocorrer dor de cabeça leve e transitória logo após a aplicação, assim como a formação de pequenas manchas roxas nos locais das agulhas.

Reações adversas, como inchaço e anormalidade das pálpebras, são reversíveis em um período entre duas e oito semanas após o tratamento.

Botox em jovens é necessário?

A partir dos 30 anos de idade, pequenas e quase imperceptíveis intervenções podem fazer a diferença, quando o objetivo é a busca do rejuvenescimento. Porém, o rosto é uma estrutura em constante evolução ao longo da vida.

A toxina botulínica visa a conter o declínio da face, mas o uso excessivo da droga no longo prazo pode levar à atrofia dos músculos, particularmente ao redor dos olhos, gerando um efeito contrário. O rosto pode aparecer até mais velho, apesar da falta de rugas.

Segundo Dra. Joana, o botox em jovens, também chamado de botox juvenil, é uma tendência alarmante. "Além da promessa de impedir o acúmulo de rugas no rosto no futuro, o botox se tornou sinônimo de status. Tratamento com toxina botulínica em uma idade precoce pode ser mais prejudicial que eficaz para a aparência", alerta a médica.

[[saiba_mais]]

O recomendado é esperar até que surjam pelo menos algumas linhas de expressão no rosto, o que para a maioria das pessoas ocorre somente a partir dos 30 anos. O tratamento precoce pode inclusive limitar a aparência natural da beleza humana.

Além disso, o uso continuado da toxina pode criar resistência no organismo, que passa a exigir doses maiores do produto para responder ao tratamento. Casos de pessoas que desenvolvem anticorpos são raríssimos.

Dra. Joana admite que, de fato, não existe uma idade determinada para se começar a fazer aplicação de toxina botulínica. No entanto, o bom senso é o que deve determinar a conduta médica de realizar ou não o procedimento estético.

Qual a sua opinião sobre o uso de botox em jovens? Deixe um comentário! E aproveite para conferir as dicas de saúde e beleza do Vivo Mais Saudável.

TAGS
tratamento estético
toxina botulínica
botox juvenil
rugas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ