Corpo

09/08/2015 05:05 - Atualizado em 07/12/2016 10:09

Tratamento com hidroquinona pode manchar a pele

O ácido clareia manchas e pintas da pele, mas não deve ser utilizado nas axilas e na virilha.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já cogitou clarear manchas e pintas da pele? O tratamento com a substância antioxidante hidroquinona age diretamente nas células que produzem a melanina, o pigmento da pele. Ele suaviza as marquinhas que tanto podem incomodar as mulheres.

Entretanto, o uso possui prós e contras. A técnica pode ganhar efeito contrário quando utilizada na região da virilha ou das axilas, por exemplo. Veja quando recorrer à substância e como evitar o aparecimento de manchas nas regiões problemáticas.

hidroquinona rosto com manchas

Como funciona a hidroquinona

Segundo a Dra. Ediléia Bagatin, coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a hidroquinona é um potente clareador, o padrão “ouro” para tratamento de manchas escuras na pele.

A profissional alerta que, por ser de fácil irritação, a substância não deve ser usada em concentrações maiores que 4%. “É um tratamento que é utilizado há bastante tempo e, se bem indicado, é seguro, é a melhor opção”, afirma a coordenadora.

Porém, é preciso prestar atenção à sensibilidade da peleDe acordo com a Dra. Ediléia, por vezes a derme não tolera a substância, ou seja, fica irritada e avermelhada, por conta de uma reação individual da pessoa.

hidroquinona perna com manchas

Quando a irritação ocorre, a pessoa pode vir a sentir uma sensação muito forte de queimação no local, que deixa a região bastante dolorida.

Além disso, ocorre a perda da camada superficial da derme.

Ainda, o uso da hidroquinona na virilha e nas axilas pode ter o efeito contrário e escurecer ainda mais essas regiões.

A pele fica mais irritada, e são grandes as chances de ocorrer o chamado efeito rebote, processo em que a pigmentação é ainda mais estimulada e a região acaba mais escura que antes.

Em peles negras, o cuidado deve ser redobrado, pois elas possuem mais melanócitos, que são as células produtoras de pigmento.

Nesses casos, pode haver uma condição chamada de hipocromia salpicada, onde pequenas bolinhas brancas aparecem no local de aplicação da hidroquinona.

Cuidados com a pele

Para aqueles que não queiram arriscar, a Dra. Ediléia indica outras opções de tratamento que clareiam manchas. Uma delas é o ácido kójico, agente despigmentante de origem natural que atua como inibidor e redutor na biossíntese da melanina. Diferente da hidroquinona, ele não é fotossensível e também não causa alergias.

Além disso, a profissional indica mais uma solução natural para as manchas. O arbutin é um clareador derivado da hidroquinona, mais seguro para o verão. Tem como origem a uva e impede a produção do pigmento que forma as manchas.

Caso você queira prevenir o escurecimento da pele da virilha ou das axilas, ou evitar que as manchas piorem, tenha cuidado com o uso da lâmina - acostume-se a utilizar sabonete ou cremes junto. Evite o sol no dia seguinte à depilação com cera e proteja sempre a pele com filtro solar.

Você já utilizou algum método para clarear manchas? Deu resultado? Conte para nós! E continue de olho no Vivo Mais Saudável para conferir mais dicas de beleza.

TAGS
clareamento
manchas
pintas
ácido kójico

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ