Corpo

28/06/2014 09:00 - Atualizado em 06/12/2016 08:26

Saiba tudo sobre a flacidez: da prevenção ao tratamento

Flacidez pode ser evitada com dieta balanceada e prática de exercícios físicos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A flacidez geralmente aparece quando perdemos muito peso, momento em que ocorre uma redução significativa da gordura no corpo. O problema é que usualmente a pele não acompanha a redução de gordura, resultando excedentes no local. Má alimentação e sedentarismo contribuem para isso. Mas, com alguns cuidados, você pode preveni-la e tratá-la.

O que é a flacidez

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Quando a pele não acompanha a redução da gordura, surge a temida flacidez. Em muitos casos, torna-se necessária uma operação plástica, o que acontece com frequência em pacientes que realizaram cirurgias bariátricas.

O termo flacidez é usado de maneira genérica para orientar alguns tipos de problemas da pele. Por volta dos 30 anos a mulher já observa flacidez principalmente nas coxas e nos glúteos, partes onde a celulite costuma estar mais evidente e há perda de colágeno.

Outro tipo de flacidez que incomoda é a de origem facial, que em geral costuma atingir mulheres em torno dos 40 anos. Nessa faixa etária, elas começam a perceber alterações no contorno do rosto e na lateral da bochecha. Durante a menopausa, a perda de colágeno é ainda maior. Também se percebem alterações nos braços, cintura e na região em volta do umbigo.

Causas da flacidez

Com relação aos músculos, a flacidez acontece devido à falta de exercícios físicos. Com a falta de uso, os músculos acabam ficando atrofiados e flácidos. O que acontece é que as fibras de colágeno e elastina são afetadas pela falta de nutrientes ou oxigenação, resultando na flacidez.

Entre as principais causas, estão o efeito sanfona aliado ao sedentarismo, a alimentação inadequada, o fumo e o avanço de idade. Com o passar dos anos, o colágeno e a elastina enfraquecem naturalmente.

Como combater a flacidez

Para tentar diminuir a flacidez, é imprescindível melhorar a sua dieta e apostar nos exercícios físicos Quanto maior ingestão de frutas e verduras da cor vermelha e laranja, maior será a contribuição para a beleza da pele, pois estes alimentos são ricos em vitamina C. 

Outra dica de produto que pode lhe ajudar a combater a flacidez é a gelatina, que possui colágeno, proteína necessária para manter a pele firme. Embora as gelatinas comuns possuam um baixo teor de colágeno, pode-se encontrar essa proteína em diversas formas, nas farmácias de manipulação.

Cirurgia contra a flacidez

Para tratamento cirúrgico da flacidez, o procedimento é considerado seguro e pode ser realizado tanto na face quanto no abdômen, mamas, coxas e braços. A cirurgia ajuda a eliminar o excesso de pele e a gordura que está localizada logo abaixo da camada epitelial.

A técnica retira basicamente o excesso de pele e puxa para cima o que sobrou de tecido. Isso acabar com a flacidez e por consequência, com a queda de pele existente em determinada região. O nome da cirurgia varia de acordo com a região onde será realizada, podendo ser: ritidoplastia (lifting facial), dermolipectomia dos braços (lifting dos braços), dermolipectomia das coxas (lifting das coxas) e mamoplastia (lifting das mamas).

O melhor, claro, é evitar a cirurgia e, antes que o problema apareça, recorrer a uma alimentação balanceada. Aliada a exercícios físicos e cremes hidratantes, ela vai prevenir e reduzir a flacidez.

Gostou do artigo ? Deixe seu comentário ou compartilhe sua experiência!

 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ