Corpo

24/07/2014 11:30 - Atualizado em 02/12/2016 09:14

Lipocavitação é arma contra a gordura localizada

Conheça a lipocavitação, técnica estética que utiliza o ultrassom para diminuir medidas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já está cansado de se olhar no espelho e ver aquelas indesejadas gordurinhas localizadas em pontos estratégicos do corpo, como barriga, pernas, bumbum, braços e coxas? A lipocavitação surge como opção rápida para diminuir de forma eficaz as suas medidas.

lipocavitação

O que é e como funciona a lipocavitação

A lipocavitação consiste em um tratamento estético que utiliza o ultrassom para diminuir a quantidade de gordura acumulada em qualquer parte do corpo. O ultrassom é emitido por uma máquina e repassado até a área do tratamento. É necessária a utilização de um gel na pele para que ele seja transmitido de forma adequada.

A energia ultrassônica que é emitida pelo aparelho penetra na camada da pele e atinge a gordura que fica abaixo dela. Formam-se pequenas bolhas dentro das células de gordura, que aumentam progressivamente até que se rompem. A gordura fica dividida em ácido graxo e glicerol que são eliminados, respectivamente, pelo fígado e pelos vasos linfáticos e urina.

Indicações da lipocavitação

A lipocavitação é indicada para eliminar a gordura localizada na barriga, flancos, coxas, culote, braços e costas. Ela não pode, em hipótese alguma, ser encarada como um tratamento para a obesidade, que requer todo um processo de reeducação alimentar, acompanhamento médico e prática regular de exercícios físicos.

Foto: Shutterstock

A técnica pode surgir ainda como aliada no tratamento contra a celulite, pois atua na quebra das células de gordura que fazem com que apareçam os indesejados furinhos na região das pernas e do bumbum.

Em média, são necessárias cerca de oito sessões de 30 minutos cada para que o procedimento atinja seu efeito plenamente. Porém, a partir da primeira vez que o tratamento é aplicado já podem ser notadas algumas diferenças. É importante que cada sessão trate de, no máximo, duas áreas afetadas, para não tornar o tratamento muito exaustivo ao paciente.

Dicas para potencializar o tratamento

Para que a implosão das células de gordura gerada pela lipocavitação tenha mais chance de surtir efeito rapidamente, é necessário que as sessões do tratamento sejam seguidas por atividades físicas realizadas até quatro horas depois do procedimento estético.

Natação e corrida são os exercícios mais indicados para que a gordura que caiu na corrente sanguínea seja eliminada pelo organismo e não acabe se alojando em outra parte do corpo.

Caso não seja realizado exercício físico juntamente com o tratamento, corre-se o risco de ocorrer o aumento do colesterol ruim, nos dias seguintes. Para melhorar ainda mais os efeitos da lipocavitação, procure fazer uma sessão de drenagem linfática após os exercícios físicos.

Cuidados a serem adotados

Os principais riscos atrelados a este tipo de tratamento estão na possibilidade dos aparelhos serem mal utilizados e causar algum tipo de dano para a pele ou até mesmo para órgãos internos do paciente. Procure sempre por médicos, fisioterapeutas ou esteticistas habilitados para realizar o tratamento.

Pacientes com câncer, colesterol alto, esteatose hepática e mulheres gestantes não devem fazer o tratamento. Antes de optar pela técnica, realize exames de colesterol, triglicerídeos e ultrassonografia do fígado para confirmar a sua aptidão.

E aí, gostou das dicas? Então deixe seu comentário e compartilhe sua experiência no nosso fórum!

TAGS
estética do corpo
lipocavitação
gordura localizada

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ