Corpo

25/05/2015 08:13 - Atualizado em 02/12/2016 11:42

Fique atenta: Ceras de depilação podem causar alergia

Na hora de remover os pelos, as certas de depilação inadequadas acabam agredindo a pele.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Se você já tentou várias técnicas para remoção de pelos, sabe que nem sempre o uso de ceras de depilação traz os resultados esperados. Como reação, algumas mulheres acabam com bolhas vermelhas, pelos encravados e descamação. O motivo é que, geralmente, não conhecem bem sua pele ou utilizam um produto pouco adequado para seu corpo.

Alguns cuidados antes e depois da depilação podem amenizar bastante a sensibilidade da pele, além de evitar possíveis reações alérgicas. As alergias, porém, devem ser diagnosticadas com o dermatologista.

Qualquer sinal de coceira ou vermelhidão em reação à remoção de pelos deve ser avaliado. Saiba como escolher as suas ceras de depilação e veja como evitar problemas.

ceras de depilacao

Principais ceras de depilação

Cera de mel

Essa é mais tradicional das ceras de depilação. O problema é que fica açucarada muito rápido, principalmente no ar condicionado. Ela costuma grudar na pele ou no papel, deixando alguns resíduos. No entanto, possui ativos naturais que nutrem os tecidos epiteliais, ajudando a suavizar a textura e o pelo que nasce no lugar.

Cera de chocolate

Com propriedades anti-inflamatórias, a cera de chocolate costuma provocar menos dor, já que a pele fica mais hidratada e os pelos não encravam. É mais recomendável para partes extensas do corpo, como as pernas. A textura é mais fina e deixa poucos resíduos.

Cera de rosa

Agride menos a pele por ter como base a rosa mosqueta. É menos grudenta e nem precisa de limpeza após o uso. Costuma ser utilizada na depilação da virilha, por ser também antialérgica. Para uso em pernas, ela é produzida em um formato específico.

Cera de frutas

Essas ceras são feitas com extratos de frutas, que dão um cheiro agradável ao produto. Tem uma consistência elástica que permite o uso em qualquer parte do corpo, hidratando enquanto depila.

Cera de açaí

Não é antialérgica, mas pode ser usada em qualquer tipo de pele. É feita com extrato seco de açaí, que deixa a pele macia e revitalizada, já que a fruta possui antioxidantes.

Cuidados além das ceras de depilação

Na semana em que você for se depilar, aplique todos os dias um esfoliante suave para desencravar os pelos durante o banho. É muito importante que a pele esteja completamente limpa para a extração. A água morna, aliás, ajuda a abrir os poros. Então, lave a pele 30 minutos antes de se depilar.

Use ceras de depilação próprias para remoção dos pelos, com substâncias antissépticas e, de preferência, que não causem alergias. Separe também a loção pós-depilatória para ajudar na regeneração da pele depois do procedimento. Se você é alérgica a glicerina e mel, fique atenta aos rótulos.

Mulheres que gostam mais da lâmina devem tomar cuidado, pois, apesar de ser mais prática e não doer tanto, as alergias podem ser piores com o método. Nunca deve ser usada a seco e o corte deve acompanhar o crescimento do pelo.

Os riscos de foliculite são maiores com as lâminas, principalmente se você reutilizá-las. Nesse quesito, as ceras de depilação são mais seguras por não serem oxidáveis, como o metal.

O creme depilatório, diferente da cera, oferece maior propensão à alergia, porque é repleto de agentes químicos que fazem os pelos caírem sem arrancar da raiz. O método a laser só é recomendado para quem sofre de foliculite, uma vez que deixa os pelos finos para não encravarem, mas podem causar manchas de sol.

Gostou das dicas de beleza? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
depilação
pele
tipos de pele
mulher

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ