Corpo

05/02/2016 04:00 - Atualizado em 02/12/2016 09:09

Descubra como tratar as estrias nos seios

Uso de próteses de silicone pode causar o estiramento da pele.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando as mudanças no corpo começam a marcar a transição da infância para a adolescência, algumas meninas reclamam do aparecimento de estrias nos seios. Causadas pela distensão rápida e abrupta da pele, essas cicatrizes significam o rompimento das fibras elásticas e colágenas. Por isso, a região afetada demanda tratamento especial.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), não se sabe a causa específica para as estrias aparecerem. O fato é que elas costumam surgir quando há crescimento rápido, seja pelas transformações naturais do corpo, por alguns quilinhos a mais ou pelo uso de próteses de silicone. Conheça as melhores maneiras de lidar com o problema.

mulher esconde estrias nos seios

Tratamento para estrias nos seios

Segundo a dermatologista Edileia Bagatin, membro da SBD, a recuperação de uma pele com estria depende de muitos fatores, “principalmente do tempo de aparecimento e das características do tecido colágeno da pessoa”. Apesar disso, é possível suavizar as marcas com o tratamento precoce.

“Elas podem ser reversiveis quando tratadas muito precocemente, ou seja, assim que aparecem”, explica. Nesses casos, as estrias nos seios têm coloração rosada.

Para isso, algumas dicas de tratamentos estéticos são microagulhamento, peelings químicos, microdermoabrasão, laser e uso de cremes com ácido retinoico. “O tratamento é sempre dificil e precisa ser prolongado. Nem sempre elas desaparecem completamente”, alerta Edileia.

Para potencializar os efeitos, o dermatologista pode recomendar o uso combinado de diversas técnicas. Por isso, ao identificar o surgimento de marcas avermelhadas em qualquer região do corpo, entre em contato com o médico de sua confiança. “O segredo é tratar precocemente”, reitera a especialista.

Como prevenir estrias nos seios

Quando a mulher já apresentou estrias na adolescência ou sabe que familiares tiveram as lesões, ela deve ficar de olho na balança. O aumento de peso é um dos principais causadores dessas marcas. Evitar o uso de corticoides tópicos ou sistêmicos por longos períodos, segundo Edileia, também é uma precaução, pois os medicamentos incham o corpo e podem causar a extensão da pele.

A aplicação de cremes hidratantes não traz muitos resultados para a prevenção das estrias nos seios. “Isso depende da qualidade e da organização do tecido colágeno da pele de cada pessoa, o que é determinado geneticamente” comenta a especialista. Os únicos cremes capazes de melhorar as marcas são os à base de ácido retinoico em alta concentração. O uso deve ser recomendado pelo dermatologista.

Se você está grávida ou pretende colocar silicone, converse com seu médico. Somente ele pode analisar o seu quadro e identificar o que pode ser feito para diminuir as lesões e garantir uma pele lisinha. Qualquer tratamento caseiro é perigoso e pode causar problemas graves, como alergias e intoxicação.

Tirou suas dúvidas sobre estrias nos seios? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
estrias vermelhas
tratamento estético
colágeno
cicatriz

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ