Cabelos

04/09/2014 01:00 - Atualizado em 05/12/2016 04:18

Glúten pode ter relação com a queda capilar

Pesquisas indicam relação entre a queda capilar e a doença celíaca.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Tricologia é a área da dermatologia que estuda as doenças do couro cabeludo. Nos últimos tempos, diversas pesquisas da área comprovaram que muitas doenças podem estar envolvidas com a queda capilar e outros problemas dermatológicos. A doença celíaca é um desses exemplos. Vamos descobrir por quê?

Por que o glúten pode causar queda capilar

A doença celíaca afeta pessoas que têm restrições ao glúten, cuja ingestão prejudica não apenas a pele, mas também os cabelos, favorecendo a queda capilar.

“Pode ocorrer nesses pacientes, com maior frequência do que na população normal, tanto o eflúvio telógeno (queda difusa do cabelo), por alguma deficiência nutricional causada pela alteração da parede intestinal devido à presença do glúten, quanto a alopecia areata (popularmente chamada de pelada, placas de alopecias no couro cabeludo), de origem autoimune”, explica a dermatologista e tricologista Anaflávia Oliveira.

queda-capilar

A doença celíaca até pouco tempo atrás era considerada rara. Seus sintomas muitas vezes eram graves e afetava principalmente as crianças. Nas últimas décadas, porém, essa doença se tornou comum, atingindo cerca de 2% da população mundial.

Atualmente, a doença celíaca pode começar na fase adulta e ter quadros clássicos, como diarreia, desnutrição e fezes gordurosas. Podem ocorrer também sintomas extraintestinais (no pâncreas, mucosas e na pele). Outras vezes o quadro pode ser leve, no qual as pessoas ignoram os sintomas.

A inflamação do glúten no organismo provoca danos a outros tecidos do corpo. Há pouco tempo foram publicadas pesquisas italianas que comprovam a ligação da doença celíaca com a queda capilar.

“Isso porque ambas têm origem autoimune (desregulação de linfócitos T); e a alteração da permeabilidade da mucosa intestinal nos intolerantes ao glúten leva ao aumento na absorção de várias substâncias (antígenos), capazes de desencadear uma reação imunológica, causando a alopecia areata (formação de anticorpos com a capacidade de destruir o folículo piloso)”, explica a tricologista.

Hoje se estuda a ligação que a doença celíaca tem com a alopecia areata. Acredita-se que as pessoas que já tenham probabilidade de desenvolver essa doença precisam ter uma alimentação que exclua o glúten das refeições.

Doenças que podem colaborar com a queda capilar

Outros problemas de saúde que podem ter relação com a queda capilar e a doença celíaca também estão sendo estudadas. Entre eles, estão:

- Dermatite herpetiforme

- Angioedema hereditário

- Vasculites

- Urticária crônica

- Dermatite atópica

- Doença de Behçet

- Líquen plano

- Psoríase

- Lúpus eritematoso

- Doenças bolhosas

- Dermatomiosite.

É claro que muitos estudos ainda estão sendo feitos para confirmar se essas doenças têm mesmo ligação com a doença celíaca. Se você notar que está com queda de cabelo fora do normal e problemas no couro cabeludo, procure um dermatologista. Ele vai poder analisar o seu problema e ver se a sua queda capilar possui relação com a ingestão de glúten.

E se for esse o caso, confira:

Receitas sem glúten

Indicações da dieta glúten free

5 mitos sobre a dieta sem glúten

Gostou das nossas dicas? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
queda de cabelo
doença celíaca
glúten
cabelos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ