Cabelos

23/11/2014 01:27 - Atualizado em 05/12/2016 12:37

Descubra se pintar o cabelo na gravidez pode afetar o bebê

Conheça os fatores envolvidos ao pintar o cabelo na gravidez e proteja sua saúde e a do seu filho.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A gravidez é um momento lindo, no qual a mulher pode curtir o crescimento do seu filho em seu corpo. Durante esse período, a grávida deve evitar alguns procedimentos até então considerados normais em sua vida, como o uso de tintura nos cabelos. Mas afinal: a futura mamãe pode ou não pintar o cabelo na gravidez?

Por que não pintar o cabelo na gravidez?

O problema não está na ação em si, afinal não há nenhum problema para a gestante querer se sentir ainda mais bonita. Mas não é indicado pintar o cabelo na gravidez porque as tinturas contêm tonalizantes e esses, por sua vez, contêm substâncias como amônia, benzeno e formol, que podem causar problemas ao bebê.

pintar-o-cabelo-na-gravidez

Quando pintar o cabelo na gravidez

Se você não consegue nem se imaginar passar 9 meses sem dar aquela retocada ou mesmo mudar o visual, uma boa notícia: é possível aplicar tinta no cabelo com menos riscos a partir de uma certa idade gestacional da criança: após a 12ª semana e nunca no início da gravidez.

Apesar disso, ainda nessa fase podem existir chances de causar problemas para a criança. O ideal é sempre apostar em produtos sem iodo e amônia, como as hennas. A dica é aplicar o produto em todos os fios, mas sem encostar no couro cabeludo.

Para deixar o procedimento mais fácil e menos cansativo, é indicado ir a um cabeleireiro. Ele irá aplicar o produto com cuidado e de forma suave e lenta. Em casa, na hora de pintar o cabelo na gravidez, você pode errar e deixar o seu cabelo manchado.

Luzes nos cabelos devem ser feitas com touca e com água oxigenada. Não deixe o seu cabeleireiro misturar o produto com nenhum outro composto. Esse preparado pode se transformar em um perigoso problema para a criança que está em seu ventre.

O posicionamento da classe médica sobre pintar o cabelo na gravidez é divergente. Enquanto alguns médicos liberam as suas pacientes para pintar os fios a partir da 12ª semana, outros preferem aconselhar as grávidas para deixarem os procedimentos estéticos para depois do parto.

Para sanar as suas dúvidas, vá até o seu médico e converse com ele sobre os possíveis problemas, pois cada caso deve ser avaliado de forma individual.

Fique de olho nas dicas

1. Se você está pensando em engravidar, pinte o seu cabelo de seu tom natural. Voltar às origem é bem melhor do que ficar com uma raiz marcada.

2. Converse com o seu médico sobre todos os produtos que você costuma usar. Ele irá lhe informar caso o uso de um tenha de ser suspenso.

3. Jamais faça algo sem conversar com o seu médico. Apostar em pintar o cabelo na gravidez sem nenhum cuidado é uma péssima ideia.

4. Você não precisa deixar a sua vaidade de lado durante esse período. Cuide dos seus cabelos fazendo hidratações semanais. Se você gosta dos seus fios mais loiros, aplique chá de camomila e fique no sol por pelo menos meia hora (lembre-se de passar protetor solar).

5. Como a gestação é um período muito bonito, muitas pessoas nem irão notar o seu cabelo. Aposte em maquiagens e roupas que valorizem o seu barrigão de grávida e desligue-se de preocupações com os fios. Ser feliz é a chave do sucesso de uma gestação saudável e nem sempre pintar o cabelo na gravidez é necessário.

Gosta das nossas dicas de beleza? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
cuidados com cabelos
gravidez e filhos
saúde do bebê
beleza

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ