Cabelos

17/01/2016 12:00 - Atualizado em 14/11/2016 03:38

Cauterização dá nova vida às suas madeixas

Procedimento reconstrói a fibra capilar e devolve o brilho aos fios.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você está precisando dar uma revigorada nos cabelos? Os fios estão quebradiços e repletos de pontas duplas? No verão, o sol, o mar e a água da piscina costumam piorar a situação das melenas. Talvez a cauterização seja exatamente o que você está procurando.

O tratamento, realizado em salões de beleza, é feito para regenerar a fibra capilar. O processo repõe a queratina perdida, deixando os fios resistentes, saudáveis e com brilho. Também chamada de reconstrução térmica, a cauterização é indicada para madeixas que estão com a elasticidade comprometida.

mulher após cauterização capilar

Como a reconstrução térmica funciona

A técnica é parecida com o método da escova progressiva. O especialista em colorimetria e transformação de fios Juga Moser explica que a cauterização é uma reposição de matéria orgânica.

Para tanto, são usados produtos específicos, como queratina hidrolizada ou volatizada, máscaras hidratantes e selantes. Os itens são potencializados com calor ou com pulsos de fótons para a consequente absorção pelos cabelos.

No salão, seu cabelo será lavado com um líquido que ativa a abertura da cutícula dos fios. Depois, a queratina será aplicada na sua cabeça. A seguir, o secador e a chapinha entram em ação.

Conforme o cabeleireiro Fabbio Torres, diretor Técnico do Villa Nova Cabelo e Maquiagem, de São Paulo, o benefício desse tratamento é justamente reconstruir a fibra capilar, danificada devido ao desgaste natural ou químico.

“O importante da cauterização ou da reconstrução térmica é saber o momento de começar e o de parar para não sobrecarregar o fio. O excesso de queratina pode dar a sensação de um cabelo áspero”, pondera.

Saiba Mais
Selagem capilar controla o volume dos fios
Realinhamento capilar protege os fios e diminui pontas duplas
Fitagem dá maior definição aos seus cachos

Quem pode recorrer à cauterização

Converse com seu cabeleireiro para ter certeza de que há indicação no seu caso. Se você for experimentar, é recomendado que a sua progressiva - ou qualquer outro procedimento com produto químico - não tenha sido feita recentemente.

Mulheres e homens com mechas ou alisamentos que percebam que os fios estão fracos têm na cauterização uma saída para reverter o quadro. Porém, o tratamento não traz resultados similares aos de uma progressiva, pois não interfere no volume.

O único cuidado específico a ser tomado com o procedimento é não repetir a aplicação em menos de 30 dias, pois química em excesso prejudica os fios. Para a manutenção, Torres aconselha o uso de dois tipos de shampoos. Um deles é para higienizar o couro cabeludo e o outro, para hidratar a fibra capilar.

“Uma máscara hidratante é bom que seja feita pelo menos uma vez na semana”, recomenda o profissional. Ele acrescenta que o melhor é utilizar um condicionador para lubrificar a fibra do cabelo e um leave-in para proteger as madeixas do secador ou de outros aparelhos térmicos.

Se você estiver grávida ou amamentando, faça uma consulta com seu médico sobre o procedimento capilar. Com alergia ou ferimento no couro cabeludo, não é aconselhável testar a técnica de regeneração. Primeiro, confira com seu dermatologista se há condições de você receber o tratamento sem prejuízos à sua saúde.

Ah, e não tente imitar seu cabeleireiro em casa! Afinal, produtos químicos são agressivos. Deixe que o profissional treinado e especializado nesse tipo de trabalho execute-o sem que você perca a tranquilidade e a segurança.

Curtiu as dicas de beleza? Deixe um comentário! E aproveite para ficar ligada nas novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
reconstrução térmica
fibra capilar
queratina
saúde capilar

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ