Terceira Idade

12/03/2016 01:00 - Atualizado em 30/11/2016 02:22

Treino em casa acaba com o sedentarismo

Manter-se ativo pode ter muitos benefícios para a saúde na terceira idade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A prática de exercícios é importante em qualquer idade, mas particularmente necessária com o passar dos anos. Os idosos precisam manter uma vida ativa para combater os efeitos do tempo, e praticar um treino em casa talvez seja uma boa aposta. Há exercícios simples que podem ter um impacto significativo no bem-estar.

Por que se manter ativo na terceira idade

A atividade física regular é importante para a saúde física e mental de todos, incluindo adultos mais velhos. Ficar fisicamente ativo pode produzir benefícios de longo prazo e até mesmo melhorar a saúde em idosos que já têm doenças e deficiências. É por isso que especialistas indicam que eles devem ser tão ativos quanto possível.

Acontece que alguns adultos com idade mais avançada permanecem relutantes em se exercitar. Os motivos são vários, que vão desde a dificuldade do treino até seu possível prejuízo a um corpo frágil, mas é preciso saber que há benefícios em manter-se ativo. Prevenção de quedas e fraturas, menos visitas ao médico ou hospitalizações e menor uso de medicamentos para uma série de doenças são alguns deles.

senhora faz treino em casa com peso e bola suíça

E o melhor de tudo é que não há necessidade de se tornar um atleta profissional. Conforme estudo da Universidade do Colorado, Estados Unidos, uma pequena quantidade de exercício já é bastante para proteger idosos contra perda de memória de longo prazo e para reverter certos efeitos do envelhecimento.

De acordo com estudiosos da School of Medicine da Universidade John Hopkins, o exercício moderado para pessoas entre 55 e 75 anos é capaz de reduzir o risco de desenvolver síndromes metabólicas. Eles dizem que essa é uma das causas do aumento de doenças cardíacas e do risco de diabetes.

Treino em casa para a terceira idade

Para quem deseja começar exercícios físicos, é importante visitar um médico para saber as modalidades mais indicadas e a intensidade recomendada – principalmente na terceira idade. Há várias opções que podem ser perfeitas para começar um treino em casa, no parque ou na academia. Confira algumas delas:

Alongamento

Estenda-se lentamente e com cuidado para soltar os músculos da parte da frente das coxas. Segure-se na parede, agarre um pé e puxe o calcanhar em direção à nádega. Dê um passo para trás com um pé, estique a perna de trás e dobre a da frente ligeiramente. Repita do outro lado.

Solte a parte superior do corpo, elevando os braços acima da cabeça e apertando os dedos juntos. Puxe seus braços ligeiramente para trás.

Atividades aeróbicas

Elas aumentam a resistência e ajudam a manter o peso, podendo melhorar a função do coração e dos pulmões. Faça em nível moderado por 30 minutos, de cinco a sete dias por semana. Vale caminhar, pedalar ou correr. Até mesmo dançar e varrer folhas do quintal podem ser atividades consideradas para aumentar a frequência cardíaca e queimar calorias.

Exercícios de equilíbrio

Eles podem ajudar a evitar quedas, melhorando a capacidade de controle sobre o corpo. Um exercício simples é ficar em um só pé enquanto você se apoia em uma cadeira. Mantenha a posição por dez segundos. Repita de dez a 15 vezes em cada perna. É possível ainda fazer uma caminhada lenta com os braços levantados na altura do ombro, mantendo o foco em um ponto à frente – faça isso por 20 passos.

Gostou das dicas para montar um treino em casa? Então aproveite e compartilhe o conteúdo nas redes sociais! E não se esqueça de conferir outras novidades de saúde e atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
aeróbico
equilíbrio
alongamento
força

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ