Terceira Idade

16/01/2015 09:25 - Atualizado em 09/04/2016 09:12

Sambar na terceira idade é bom para o corpo e mente

Sambar melhora a agilidade, a coordenação motora e o equilíbrio dos idosos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Já é comprovado que dançar traz diversos benefícios para a saúde, como aliviar o estresse e controlar o peso. Com a proximidade do Carnaval, sambar é opção divertida e saudável. Na terceira idade, as vantagens da prática são ainda maiores, contribuindo para uma maior longevidade e qualidade de vida.

Uma das danças mais procuradas nessa época é justamente o samba, que conta com diversas modalidades, agradando ritmos e estilos diferentes. Além de ser divertido e proporcionar bem-estar, sambar também ajuda a prevenir e tratar problemas de saúde nos idosos.

sambar

As vantagens de sambar na terceira idade

É possível perceber as melhorias que a dança proporciona até mesmo nas atividades cotidianas. Os idosos ficam mais ativos e ágeis, evitando problemas como as quedas, muito comuns na terceira idade.

Isso ocorre porque sambar, além de movimentar o corpo e favorecer a agilidade, a coordenação motora e o equilíbrio, também exercita a mente, a atenção, a concentração e a memória.

A dança é uma atividade física diretamente ligada à saúde psicológica e ao bem-estar emocional dos idosos. Com isso, ela diminui o estresse e a ansiedade, melhorando a autoestima e evitando sinais de depressão, pois sambar ajuda na percepção positiva do corpo.

Por ser uma atividade aeróbica, a dança ainda ameniza sintomas de algumas doenças. Entre elas, estão a hipertensão, obesidade, osteoporose, depressão, problemas respiratórios e doenças cardiovasculares. Além disso, a dança de salão é uma atividade que estimula a sociabilidade e a interação com outras pessoas.

Samba em várias modalidades

E os pontos positivos da dança não param por aí. Existem várias modalidades de samba que agradam a todos os gostos e possibilitam escolher a que mais se adapta com o estilo e limitações de cada idoso.

Um dos tipos mais comuns é o samba de gafieira, que tem um ritmo rápido e forte na parte instrumental, sendo muito usado nas danças de salão. Também tem o pagode, que possui um ritmo mais repetitivo, utilizando instrumentos de percussão e sons eletrônicos.

Outra modalidade comum é o samba carnavalesco, indicado para aqueles mais animados e que gostam de dançar e cantar nos bailes de Carnaval.

Todos podem sambar

Não existe nenhuma contraindicação para sambar na terceira idade. Desde que o idoso respeite as limitações do seu corpo, a prática da atividade está liberada.

De acordo com as habilidades e possibilidades de cada um, é possível escolher uma modalidade de samba que se encaixe às necessidades e ofereça benefícios para a saúde.

É indicado que todos os idosos busquem orientação médica antes de praticar uma atividade física. Assim, o profissional vai identificar possíveis problemas de saúde e indicar a melhor forma de fazer o exercício sem riscos.

Manter uma rotina de exercícios regulares e uma alimentação equilibrada é essencial para envelhecer com saúde e qualidade de vida. Por isso, procurar por atividades diferentes e que proporcionem bem-estar para os idosos é um ótimo caminho.

Pronto para sambar nesse Carnaval? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
samba
terceira idade
idosos
Carnaval

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ