Terceira Idade

07/08/2015 07:07 - Atualizado em 08/12/2016 02:32

Pranayama: Respiração da yoga beneficia idosos

Os exercícios de respiração pranayama têm o objetivo de oxigenar o corpo e ativar o metabolismo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O oxigênio que recebemos durante a respiração alimenta nossas funções orgânicas, as células e os órgãos. Respirar é o primeiro ato que fizemos ao nascer e será o último quando morrermos. Na yoga, o pranayama compõe exercícios respiratórios que ajudam a controlar a energia vital.

Você pode não perceber, mas a respiração está associada às nossas emoções e ao comportamento. Vê como você fica ofegante quando está com medo ou ansioso? Ela também se expande quando você relaxa para o sono. Confira a seguir os benefícios e como aderir à técnica.

pranayama mulher meditando

Benefícios do pranayama

Você deve estar se perguntando o porquê da palavra para definir a prática da respiração na yoga. O pranayama é um nome composto, no qual “prana” possui sinônimos de energia vital, sopro de vida, aquilo que alimenta a vida. Já o “yama”, é entendido como o caminho, as regras de conduta ética.

De acordo com a fisioterapeuta e instrutora de Hatha Yoga Luana de Paula, os exercícios de respiração têm como objetivo aquietar a mente, trazer o equilíbrio das emoções, e oxigenar as células, os nervos e os órgãos.

Ainda, o pranayama produz uma mudança na respiração habitual, pois a prática promove maior elasticidade dos pulmões e do aparelho muscular respiratório. Quanto mais oxigênio entra no organismo, maior é a purificação do sangue, o que revitaliza o organismo.

Como praticar

Parece simples você somente controlar e exercitar a respiração, mas muitos dos exercícios devem ser aprendidos diretamente com um instrutor, pois precisam ser corrigidos e orientados para que não tenham efeito contrário.

Segundo Luana, para praticar o pranayama, você deve estar sentado confortavelmente e manter a coluna ereta. Tanto a inspiração quanto a exalação devem ser conduzidas somente pelas narinas.

Os diferentes exercícios ativam setores do sistema nervoso autônomo. Existem as práticas que vão desde respirar a partir de só uma das narinas até respirar manipulando o diafragma.

As respirações podem ser rápidas, a ponto de lhe fazer suar, ou muito lentas, dando a sensação de sonolência. Elas consistem em três fases - inalar, reter e exalar, respectivamente.

Quando você respira de forma rápida e retém o ar brevemente, o consumo de oxigênio e o nível metabólico aumentam no organismo. Nos exercícios em que o oxigênio entra de forma longa e lenta, ocorre o efeito contrário, acalmando o corpo.

Cuidados com a prática

A fisioterapeuta garante que os exercícios de pranayama trazem ao idoso a vitalidade e melhoram a capacidade respiratória, promovendo uma sensação de bem-estar e tranquilidade na rotina do praticante.

De acordo com Luana, dependendo da técnica, existem algumas contraindicações. Pessoas com hipertensão, doenças respiratórias severas - como asma e bronquite -, problemas cardíacos e obstruções nasais - como carne esponjosa ou desvio de septo - também não são incentivadas a praticar os exercícios de respiração.

Você pratica yoga? Que benefícios notou? Conte para nós! E aproveite para conferir mais dicas de atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
respiração
yoga para idosos
metabolismo
emoções

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ