Terceira Idade

02/04/2016 07:00 - Atualizado em 27/11/2016 09:16

Pesca de praia garante bons momentos de lazer

Hobby pode ser praticado o ano todo, inclusive em períodos de baixa temporada.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Engana-se quem pensa que, com o fim do verão e da alta temporada, os mares e oceanos não são mais tão convidativos. A pesca de praia, por exemplo, pode garantir bons momentos de lazer mesmo com as temperaturas mais baixas. Veja como aproveitar esse hobby da melhor maneira possível.

Pescando sem problemas

Apesar de ser uma modalidade amadora, a pesca de praia exige documentos para a prática. Segundo o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), o cidadão que quiser realizar a pescaria legalmente precisa emitir uma licença para tal.

A Licença para Pesca Amadora do MPA é válida por um ano em todo o território nacional e, uma vez licenciado, você pode pescar em qualquer região do país. No entanto, as normas estaduais devem ser respeitadas, quando forem mais restritivas que as regras federais.

Vale lembrar que o documento é individual. Ou seja, o boleto, após impresso, somente poderá ser pago uma única vez. O valor da taxa é de R$ 20,00 para desembarcados (pescadores sem embarcação) e de R$ 60,00 para embarcados. Aposentados, homens com mais de 65 anos e mulheres com mais de 60 anos estão isentos desse pagamento.

homem realiza pesca de praia

Dicas para pesca de praia

Uma vez regularizado, você já pode partir para a prática. A pesca de praia é encarada por muitos especialistas como uma das modalidades mais complexas, pois depende de diversos fatores. Entre os principais, estão as marés, as condições meteorológicas e a piscosidade do local.

No caso das marés, por exemplo, a que propicia melhores resultados é a cheia. Isso porque é nesse momento que começa a movimentação de todos os seres que vivem sob a areia e que são alimento natural dos peixes - sabendo disso, eles se aproximam mais. Tatuíras, sarnambis, siris e minhocas de praia são atrativos para os animais escamados.

Já as condições meteorológicas ideais para a pesca de praia variam um pouco. Há quem prefira pescar com o templo nublado, onde se pode ficar à beira-mar durante todo o dia com um bom proveito. Por outro lado, os que gostam mais do tempo aberto defendem que essa condição garante melhores resultados nas primeiras horas do amanhecer e nas últimas do entardecer.

Outro fator a que se deve dar importância são os ventos. A dica é sempre procurar utilizar linhas finas, pois elas vão sofrer menos a influência do ar e da correnteza.

Equipamentos e iscas ideais

No entanto, de nada adianta cuidar de todos esses fatores externos, se você não tiver os equipamentos e as iscas mais indicadas para a pesca de praia - no caso, de preferência as naturais, de seres próprios do local. Uma boa hora de recolher o engodo é na maré baixa, quando estão mais expostos.

Em relação aos equipamentos, a vara deve ter mais de 4 metros, pois o arremesso tem de alcançar distâncias maiores, nessa modalidade. Além disso, alguns acessórios são muito importantes, como o suporte de varas. Sem ele, fica mais complicado trocar as iscas sem encostar o equipamento na areia e acabar danificando a engrenagem de molinetes e carretilhas.

Outro item imprescindível na pesca de praia é o chicote, conjunto de peças terminais, como anzóis e pesos, unidos à linha principal por meio de um girador. É esse equipamento que mais ajuda no arremesso.

Você gosta de pescar? Já tentou fazer isso na praia? Deixe seu depoimento nos comentários! E aproveite para conferir outras dicas de bem-estar e atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
pescaria
esporte
natureza
peixe

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ