Terceira Idade

18/02/2015 05:38 - Atualizado em 02/12/2016 12:37

Osteoporose demanda cuidados na hora de praticar exercícios físicos

Com supervisão, pessoas com osteoporose podem praticar atividades físicas sem correr riscos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Exercícios físicos são benéficos em qualquer idade. Porém, pessoas com osteoporose podem ter receio de começar alguma atividade física, principalmente por medo de fraturas devido a quedas.

Não é preciso se preocupar. Com os cuidados corretos e a ajuda de um profissional, quem tem a doença pode superar o medo e aproveitar os benefícios de uma vida mais saudável.

osteoporose

Osteoporose e os benefícios dos exercícios físicos

osteoporose tem como característica a diminuição da densidade óssea. Em consequência disso, fraturas em decorrência de quedas se tornam mais comuns. Como os ossos ficam fragilizados (porosos), os incidentes acontecem de maneira espontânea e podem ocorrer até mesmo após um espirro.

Evitar uma vida sedentária deve estar entre as prioridades de todas as pessoas, sobretudo das que têm osteoporose. Isso porque os exercícios ajudam a manter o equílibrio e aumentam a força muscularEles também melhoram a postura, reduzem as dores crônicas na coluna e melhoram o movimento das articulações.

Entre os cuidados que se deve ter ao praticar exercícios é não exceder o tempo máximo de 30 minutos. A frequência recomendada é de três sessões por semana. As melhores atividades para quem tem a doença são musculação, pois não há riscos de quedas, e modalidades aquáticas, como natação e hidroginástica.

As atividades na água reduzem significativamente qualquer risco de fratura, pois o impacto é menor. Também diminuem a dor e proporcionam liberdade para fazer exercícios com ou sem carga.

Osteoporose não interfere no equilíbrio postural

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) desenvolveram um estudo sobre osteoporose e a prática de exercícios físicos. Foi constatado que a doença não impede ninguém de praticar essas atividades. A pesquisa, divulgada em 2013, provou que é possível prevenir quedas e, consequentemente, evitar fraturas a partir dos benefícios de exercícios físicos moderados.

O estudo foi realizado com 126 mulheres com idades entre 55 e 65 anos, no período pós-menopausa. Metade delas tinha osteoporose e a outra metade possuía ossos saudáveis.

As mulheres se submeteram a atividades físicas de 30 minutos, duas vezes por semana. O objetivo foi observar a força muscular e o equilíbrio postural. De uma forma geral, todas tiveram ganhos nessas duas áreas. A osteoporose não alterou nem a força muscular, nem o equilíbrio.

Ou seja, o diagnóstico não é um fator limitante para quem deseja praticar atividades físicas. O importante é ter a orientação e a supervisão de um profissional, considerando os limites e as possibilidades do corpo. Converse com seu médico e, juntos, vocês poderão encontrar a melhor atividade para o seu caso.

Viu como atividades físicasfazem bem à saúde? Deixe seu comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
ossos
densidade óssea
exercícios de baixo impacto
hidroginástica

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ