Terceira Idade

04/01/2015 10:18 - Atualizado em 10/12/2016 06:23

Jogar futebol na terceira idade exige cuidados

Com uma série de importantes benefícios à saúde, jogar futebol também impõe riscos aos idosos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Com o avanço da idade, é comum a disposição ser afetada por dificuldades físicas. No entanto, é bastante recomendável a prática regular de exercícios, inclusive jogar futebol e outros esportes coletivos, que estimulam a interação social.

Para os idosos, o esporte é um grande aliado na melhora da capacidade cardíaca e no aumento do tecido ósseo. Porém, são necessários cuidados e medidas para prevenir lesões, que são recorrentes e perigosas quando se atinge a terceira idade. Você sabe quais são eles? Confira a seguir.

jogar futebol

Os benefícios de jogar futebol

Cientistas descobriram que homens de 70 anos que costumam jogar futebol com regularidade, apresentam um equilíbrio de postura e força muscular rápida semelhante ao de homens sem treinamento aos 30 anos.

Depois de estudarem a intensidade de um treino de futebol e os impactos na saúde dos idosos, foram identificas respostas fisiológicas agudas em relação ao esporte e seus efeitos na capacidade funcional dos mais velhos.

Lesões são um risco da prática

Apesar de todos os benefícios, jogar futebol requer cautela, principalmente após os 60 anos. Por ser um exercício que provoca impactos com a bola e o chão, além de choques entre jogadores, o esporte causa muitas lesões. Distensões e rompimentos nos ligamentos e tendões são apenas os mais comuns dos problemas, que podem incluir também insuficiência cardíaca ou respiratória.

Na terceira idade, o aparelho locomotor é mais frágil e pode ser comprometido por doenças como a osteoporose e a osteopenia. Os problemas cardiovasculares também devem ser avaliados, já que são causa da maioria dos transtornos desenvolvidos com o tempo.

Outra questão agravante é o envelhecimento natural dos órgãos, que traz maiores riscos de quedas, traumatismos, labirintite e de doenças do pulmão.

Jogar futebol também pode ser perigoso em função do enfraquecimento das articulações. Problemas no joelho e demais membros de movimento fazem com que o esporte seja ainda mais difícil de ser praticado.

Como jogar futebol de forma saudável

No entanto, algumas medidas de tratamento prévio e realizar acompanhamento médico podem permitir que a “pelada” esteja garantida se houver preparo, disposição aos cuidados e determinação.

Cada organismo é diferente e, por isso, alguns idosos poderão jogar futebol e outros não. Tudo depende de funções genéticas, tratamentos e problemas já manifestados ou que possam surgir decorrentes da prática desportiva.

Médicos costumam recomendar exercícios na água antes de qualquer outra atividade, já que são eficientes no combate aos problemas de articulação e evitam grandes impactos. Criar uma rotina saudável é muito importante para manter o corpo funcionando normalmente. Mas vale lembrar que o futebol, a corrida e os esportes de impacto contribuem para ocasionar lesões.

Consultar um médico antes de escolher um treino ou rotina de exercícios deve ser sempre o primeiro passo dos idosos. São os especialistas que podem recomendar o esporte ideal, baseado no histórico de saúde, problemas genéticos e predisposição a doenças.

O futebol provoca picos cardíacos bastante altos, além de grande rotatividade de energia anaeróbia e impacto musculoesquelético, o que requer uma capacidade funcional e orgânica bastante controlada para que não haja um desgaste excessivo. Por isso, o acompanhamento profissional é necessário. A saúde pode tanto ser beneficiada quanto prejudicada. Então, fique atento e cuide-se.

Pronto para jogar futebol de forma saudável? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
esporte
futebol
terceira idade
idosos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ