Terceira Idade

12/12/2014 09:14 - Atualizado em 01/12/2016 06:10

Esporte de aventura, trekking é opção na 3ª idade

Trekking é uma boa alternativa para os idosos que querem fugir da cidade no verão.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Com o avanço da idade, é ainda mais importante manter o corpo ativo, prevenindo o sedentarismo e diminuindo a debilidade funcional que acomete o organismo. Entre as opções para quem deseja contato com a natureza e quer desafiar os próprios limites está o trekking. Descubra os benefícios do esporte e avalie se ele combina com o seu perfil.

Fugindo da rotina urbana com o trekking

O ritmo frenético do cotidiano, as cidades muito movimentadas, o trânsito congestionado e o ar poluído são alguns dos fatores que acabam afetando negativamente a qualidade de vida das pessoas em geral, mas em especial dos idosos.

Se você não consegue se adequar aos ambientes controlados, com catracas eletrônicas e regras específicas de conduta, como academias, ginásios e locais cercados, onde tudo aparenta ser simulado e artificial, talvez seja a hora de procurar outras alternativas.

trekking

Considerado uma atividade física aeróbica com foco nos grupos musculares inferiores, o trekking pode ser explicado como uma caminhada exigente em meio à natureza, que promove a exploração de terrenos desconhecidos. Pode ser praticado durante vários dias, com alojamento nas localidades, ou se restringir a uma tarde específica.

Acessível do ponto de vista econômico, o esporte também não exige preparo físico acentuado: em geral, não há restrições. É recomendado, no entanto, procurar um médico para que os limites pessoais sejam especificados, a fim de prevenir lesões ou complicações à estrutura física.

Trekking inclui quatro modalidades

1. Individual

Nesse caso, o percurso é realizado individualmente. Como a prática é mais arriscada, própria a pessoas totalmente independentes, talvez não seja a modalidade mais indicada para os idosos, que costumam valorizar a convivência com outras pessoas

2. Em grupo

É a modalidade mais indicada para quem está começando no esporte. Além do compartilhamento de interesses e do convívio social, é mais fácil manter-se motivado. Antes de optar por essa modalidade, procure pesquisar o máximo de informações possíveis sobre a empresa que será contratada, conhecendo todos os serviços à disposição.

3. Assistido

A modalidade assistida pode ser classificada como um meio termo entre a prática individual e em grupo. Carregadores e guias auxiliam no trajeto, mas não acompanham todo o deslocamento. É uma boa alternativa para quem quer desafios controlados.

4. De competição

Na competição, a equipe precisa percorrer um caminho pré-estabelecido, buscando completar o trajeto no menor tempo possível. É necessário passar por postos de controle espalhados de forma aleatória para garantir a validade do percurso. Cronômetros, bússolas e mapas auxiliam no senso de direção, que também é exigido durante a prova.

Manter-se ativo é importante na terceira idade

Importante em todas épocas da vida, a atividade física torna-se fundamental para a saúde na terceira idade. Isso acontece porque ela é uma das principais formas de combater o processo de envelhecimento. São muitos os benefícios à saúde, e é também por isso que esportes radicais, como o trekking, vêm ganhando destaque.

O envelhecimento do corpo é responsável por uma série de complicações, em especial a perda da flexibilidade, do equilíbrio, da coordenação motora e da força física. Se o trekking não for a melhor opção para você, avalie a prática de outros exercícios: só não vale ficar parado!

E aí, que tal experimentar o trekking? Deixe um comentário e não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
esporte
exercício físico
natureza
exercícios ao ar livre

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ