Terceira Idade

14/02/2016 06:00 - Atualizado em 30/11/2016 12:30

Com expectativa de vida em alta, rotina deve ser mais ativa

Conforme o tempo passa, a qualidade de vida passa a ser prioridade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Com o aumento da expectativa de vida e a diminuição da natalidade em muitos lugares, inclusive no Brasil, o perfil da população vem mudando. Em breve, haverá mais idosos que jovens. Por isso, é importante pensar em maneiras de viver com mais qualidade.

Confira a seguir mais informações sobre esse fenômeno e descubra atividades que garantem o bem-estar dos idosos.

idoso com expectativa de vida alta faz exercícios

Aumento da expectativa de vida

Dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), de São Paulo, indicam que o aumento da expectativa de vida e a queda no número de nascimentos projetam para o ano de 2050 a proporção de 21 idosos para cada dez jovens na capital paulista.

Os bairros da região central e do Centro Expandido, como Pinheiros, Bela Vista e os Jardins, serão os lugares que concentrarão mais moradores acima de 60 anos de idade, com 40 idosos para cada dez jovens. A população total deve superar 12 milhões de habitantes a partir de 2030. Três anos antes, os mais velhos já devem superar a quantidade de jovens.

A taxa de fecundidade de São Paulo, conforme a pesquisa, é a maior razão para essa mudança de perfil da cidade. No intervalo entre 1980 e 2010, a média de nascimentos por mulher paulistana caiu de 3,2 para 1,7 filho. E o número tende a diminuir ainda mais.

Com esse cenário, surgem também as preocupações. Há dificuldades a serem enfrentadas, como a ampliação dos cuidados com os idosos e a qualidade dos serviços de transporte público.

Enquanto a acessibilidade ainda não é das melhores, cada um pode se precaver desde já, a começar pela adoção de hábitos saudáveis. Importantes em todos os momentos da vida, eles são fundamentais na terceira idade.

Nunca é tarde demais, embora, quanto mais cedo, melhor. O que importa é estar ativo. Aliás, esse é um conceito amplo, adotado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que o envelhecimento seja uma experiência mais positiva, com uma vida mais longa e produtiva.

Dessa forma, deve ser estimulada a participação em grupos e em questões sociais, econômicas, culturais, espirituais e de cidadania. Manter-se em movimento vai muito além de trabalhar e praticar atividades físicas.

Atividades para idosos

Existem diversas maneiras de se manter em atividade. O importante é consultar um médico e verificar a mais indicada. Seguem algumas dicas.

1. Dança

Oferece diversas intensidades e ritmos. Trabalha o corpo e coordenação motora, além de possibilitar a socialização entre os participantes.

2. Natação

Com baixo risco de lesão, trabalha coordenação, respiração e diversas partes do corpo simultaneamente.

3. Hidroginástica

Trabalha força e equilíbrio. Também tem baixo risco de lesão, por ser praticada na água.

4. Corrida

Trabalha a capacidade aeróbica e a resistência física. Apesar do alto impacto, nunca é tarde para começar.

5. Musculação

Pode ser ajustada conforme a necessidade de cada pessoa e ir sendo adaptada de acordo com o progresso do aluno.

Você está pronto para aproveitar a expectativa de vida mais longa e chegar à terceira idade com disposição? Deixe um comentário! Aproveite ainda para conferir outras dicas de saúde e atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
envelhecimento
natalidade
fecundidade
estilo de vida

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ