Musculação

23/11/2015 08:17 - Atualizado em 04/12/2016 10:28

Remada baixa garante força e hipertrofia

O exercício pode ser praticado na barra livre ou no cabo do cross over.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A remada baixa é um exercício que garante o estímulo de diversos músculos da costas. Com ela, o seu shape é construído e trabalhado sem grandes riscos.

A professora Aline Gouveia, da Fórmula Academia de São Caetano do Sul-SP, explica que esse tipo de remada ajuda no fortalecimento do tronco: “Ele favorece a melhora da postura e a força da região”. Os principais músculos estimulados durante o movimento são os da região dorsal, trapézio e bíceps.

A seguir, confira algumas dicas para acertar no treino e conquistar o corpo harmonioso que você sempre quis.

mulher fazendo remada baixa na academia

Pratique a remada baixa

O nível de dificuldade desse exercício é moderado. Ele é indicado para alunos na fase intermediária do treinamento, pois exige uma boa consciência corporal para permanecer na postura correta e executar os movimentos. “Iniciantes devem começar por máquinas para diminuir a chance de erros. Elas dão maior estabilidade”, comenta Aline.

Com diversas variações, a remada baixa pode ser feita na barra livre ou no cabo do cross over, mudando apenas a pegada. “O posicionamento das mãos variam em supinada (palma da mão para cima), pronada (palma da mão para baixo) ou neutra, que pode ser feito com o triângulo ou a barra romana", indica a especialista.

Para fazer a remada baixa, mantenha os pés afastados na largura do quadril, com o abdômen contraído e o quadril encaixado. O peitoral deve estar bem aberto e a coluna, alinhada.

Após verificar se você está mesmo na postura correta, pegue uma barra reta, com carga ajustada de acordo com a sua capacidade, flexione levemente os joelhos e incline o tronco para a frente. A barra deve chegar até a linha do tronco. Depois de fazer esse movimento, traga a barra novamente para a linha do umbigo.

[[saiba_mais]]

O exercício, de acordo com Aline, deve ser repetido em torno de 15 vezes, em três séries, com intervalo de até 30 segundos entre cada uma. Porém, cabe lembrar que cada praticante responde de maneira diferente ao treino. Antes de apostar na remada baixa, converse com o instrutor da sua academia. 

Muito além da remada baixa

O treino de costas pode ser complementado com o pulley frente aberto, com a remada fechada horizontal e, se o aluno estiver em um nível intermediário, com o pulldown. “Ele trabalha o latíssimo do dorso, que fica na lateral inferior do tronco”, descreve a professora.

Para não causar o overtraining, vale ficar de olho na quantidade de repetições não só da remada, mas de todos os exercícios. Os intervalos entre treinos também devem ser respeitados. Jamais pratique as mesmas atividades por dois dias seguidos, por exemplo. Os resultados podem ser contrários e você: além de não garantirem o desenvolvimento muscular, podem levar a lesões.

O que você achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde e atividade física do Vivo Mais Saudável para levar o dia a dia com mais qualidade.

TAGS
treino de costas
trapézio
pulley
nível intermediário

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ