Musculação

18/09/2015 07:59 - Atualizado em 19/11/2016 08:14

Musculação para gestantes requer cuidados

Fatores como tempo de gravidez e saúde da mãe devem ser considerados.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para manter a saúde e o bem-estar em todas as fases da vida. Durante a gravidez, isso não é diferente. A musculação para gestantes ajuda a controlar o peso, evitar dores e fortalecer o corpo durante a gestação, além de ajudar na recuperação pós-parto, facilitando que a mãe retorne à boa forma com mais rapidez.

No entanto, para conquistar esses benefícios e não prejudicar o bebê, é preciso ter uma série de cuidados na hora de realizar qualquer atividade física. A futura mamãe deve sempre procurar orientação e acompanhamento de profissionais qualificados para que a prática de exercícios seja feita respeitando as limitações e as características próprias da gravidez. Veja como isso é possível.

gravida faz musculacao para gestantes

Dicas de musculação para gestantes

Com a liberação do médico para praticar musculação e o acompanhamento de um personal trainer, a gestante pode conquistar diversos benefícios. Alguns exemplos são a diminuição dos desconfortos da gravidez, a melhora do bem-estar e até mesmo das condições do corpo para passar pelo parto e depois pela sua recuperação.

Quem já se exercitava e possuía um ótimo condicionamento físico antes da gestação talvez possa continuar com o ritmo, mas diminuindo as cargas e evitando aqueles exercícios que exijam esforço do abdômen. O treino de musculação para gestantes deve ser adaptado de acordo com o período da gravidez e com as recomendações médicas.

Para as gestantes, o alongamento antes de começar o treino é ainda mais importante, principalmente nas regiões da coluna lombar, dos peitorais e da parte interna das coxas. Os exercícios também devem ser adaptados, evitando posições em que a barriga fique voltada para baixo.

Durante a gravidez, são indicados exercícios que fortaleçam a região da pelve, do diafragma e do abdômen, pois esses músculos são muito requisitados na gestação e também na hora do parto.

O objetivo da musculação para gestantes é apenas preservar o tônus muscular e proporcionar bem-estar. Por isso, os movimentos devem ser mais leves e sempre com pausas para descanso. Nos meses finais da gravidez, é indicado parar com a musculação e optar por outra forma de exercício, pois o esforço muscular intenso pode acabar elevando a pressão arterial.

Saiba Mais
Hipertensão na gravidez é mais comum no terceiro trimestre
Grávidas famosas ensinam como cuidar da saúde
Musculação na gravidez fortalece o corpo da futura mamãe

Principais cuidados necessários

As recomendações de musculação para gestantes não são as mesmas para todas as futuras mamães. Algumas, inclusive, não podem se exercitar durante a gravidez, enquanto outras possuem menos restrições. Qualquer que seja o caso e a situação de saúde da mãe e do bebê, todas as grávidas precisam ter cuidado na hora de praticar exercícios.

O primeiro passo é conversar com o médico que acompanha a gestação para que o profissional indique o que pode e o que não pode ser feito, além de informar frequência e intensidade adequada dos exercícios. Os cuidados dependem de fatores como o tempo de gestação, o estado de saúde da mãe e do bebê e se a grávida já praticava atividades antes.

Os principais casos em que a musculação para gestantes deve ser evitada são: ameaça de aborto espontâneo; nascimento de bebê prematuro em gravidez anterior; risco de parto prematuro; placenta baixa; ocorrência de sangramento forte; pressão alta; gravidez gemelar ou múltipla.

Tirou suas dúvidas? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir mais dicas de saúde e atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
gestação
gravidez
saúde da mulher
exercícios para gestantes

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ