Carla Nunes

ESPECIALIDADE

Educação Física

Nutrição Esportiva

ONDE ATENDE

Rio de Janeiro

  • (21) 9886-82421

Carla Nunes

Apresentação

Uma profissional multidisciplinar e antenada no que a ciência e a tecnologia podem contribuir para a melhora constante da saúde e boa forma. Com dicas e orientações para cuidados com o corpo, a mente e o bem-estar individual, Carla Nunes desconstroi modismos e apresenta o que realmente pode auxiliar na sua qualidade de vida e no seu desempenho físico.

O que Trata

Qualidade de vida e boa forma.

Formação Acadêmica

Educação Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro com Pós Graduação em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho.

Cargos e Títulos

Personal trainer há 27 anos com atuação em programas de condicionamento físico em domicílios, ginásios e academias (Rio de Janeiro Country Club, Jockey Clube Brasileiro, Equipe 1 Academia, Clube de Regatas do Flamengo); Criadora do Programa Autonomous - Personal Spa (Movimento, Gastronomia Funcional Real e Identidade).

Se sua dúvida for escolhida, ela vira artigo aqui no portal e ajuda milhares de pessoas.

Musculação

02/02/2015 06:00 - Atualizado em 29/11/2016 05:01

Gordura! Como garantir a boa e perder a ruim, personal esclarece

A gordura pode ser boa ou ruim, depende do que você come e do quanto você gasta em atividades físicas regulares.

POR

Carla Nunes

  • +A
  • -A

Lutar contra a balança somente fazendo dieta, esqueça! A batalha não terá fim. Busque informação de como o corpo funciona e inicie um novo estilo de vida com a prática regular de hábitos saudáveis. Entender a importância de uma alimentação cada vez mais natural e balanceada junto com exercícios aeróbios, de força e flexibilidade, é fundamental! Não culpe as coitadinhas das gordurinhas e nem as tenha como foco para atingir seu resultado. As boas gorduras têm seu papel, como explica o artigo da nossa personal trainer especializada em Nutrição Esportiva, Carla Nunes.

Sim, vivemos a era da obesidade, dos índices alarmantes de doenças provocadas por sedentarismo e má alimentação, da preguiça imperativa como consequência das mil facilidades que a vida moderna nos proporciona, cada vez mais.  Sim, vivemos num mundo onde o light e o diet nunca foram tão consumidos, até porque “brotam” por todos os cantos do planeta.

Paradoxalmente, temos uma crescente profusão do culto ao corpo “sarado”, “seco”, definido, beirando a algo perverso e perigoso para a saúde psicológica daqueles que, por algum motivo, não se encaixam na ordem ocidental. Está formado o quadro causador das doenças sociais. Muita calma nessa hora, amigos e amigas!

Faça um teste de estresse e ansiedade

Diante da imagem refletida num espelho qualquer, a primeira preocupação: gordura. Aos olhos do leigo, o verdadeiro monstro. Será? A gordura pode ser boa ou ruim. Ela já deixou de ser meramente um combustível estocado em nosso corpo para ser utilizado sabe lá quando. Há um bom tempo, já sabemos o grau de importância da gordura boa para o funcionamento correto e equilibrado de inúmeras funções orgânicas, muito além de fornecer energia quando os estoques de açúcar declinam.

Para se ter ideia desta sua funcionalidade vital, algumas vitaminas só são absorvidas na presença de gordura, por exemplo: vitaminas A, D, E, K. Acha pouco? O tecido adiposo pode, inclusive, ser considerado um órgão endócrino (hormônios sexuais, para citar uma categoria). E mais, a gordura promove sensação de saciedade. Será que já é possível absolvê-la? Sendo assim, vamos lá!

Entenda seu peso! Ele não é apenas gordura

  • Tratando-se de peso corporal, importante saber que nele não está só a gordura propriamente dita, nele estão sua massa magra (músculos e vísceras) e seus ossos. Apenas fazendo uma avaliação funcional com profissional da área física é possível enxergar quem é quem no número que se vê na balança;

  • Aqui vale uma máxima (matemática): quanto se come é quanto se gasta. Para cada 1g de gordura consumida ou estocada, serão 9 calorias fornecidas, contra 4 calorias fornecidas por proteínas (carne, peixe, aves, ovos, leite) e carboidratos (massas, tubérculos, frutas, pães, açúcares), respectivamente.

Fça o teste de Peso Ideal

Saiba como queimar gordura

  • A estrutura que consome energia e, consequentemente, queima caloria é a muscular, o que nos leva à conclusão de que pouco adianta uma dieta restrita sem atividade física. É como deixar de fornecer energia ao corpo e provocar a saída das gordurinhas de seus tecidos de reserva e deixar que elas apenas entrem na sua corrente sanguínea para dar um “rolezinho”, sem que você tenha criado condições (através do exercício físico) para elas entrarem na musculatura a fim de serem consumidas. Depois da voltinha no seu sangue, voltarão todas elas para os estoques. Todo um esforço do seu organismo em vão;

  • Na sequência do raciocínio, quanto mais atividade muscular você fizer, mais seus músculos serão desenvolvidos e cada vez mais acelerado será o seu metabolismo, o que significa maior necessidade de combustível (até dormindo!) e, bingo! Maior queima do “saldão” lipídico, ou de gordura, aquela que você vê e incomoda.

 

Musculação! Aliada para 'perder gordura'

Conclusão? Simples: Movimento! Mova-se, mexa-se com frequência regular, pois nessa conta mais é mais! E você pode se perguntar: Só atividade aeróbia? Não! Essas atividades (correr, caminhar, nadar, pedalar) queimam muito, mas só durante a prática que precisa de um determinado tempo de duração. Musculação? Sim! Ela promoverá aumento (nem sempre visível, meninas, sem medo!) de massa muscular e a queima de gordura acontecerá até mesmo em repouso (entenderam o pulo do gato sendo a continuidade?).

 

Mas consumir ou não gordura?

Vamos consumi-las, sim! Mas as gorduras consideradas “do bem”, como: azeite (como tempero), óleo de côco (para cozinhar é uma maravilha), frutinhas oleaginosas (nozes, amêndoas, castanhas, gergelim), e as oriundas do reino animal (salmão, atum, sardinha, gema de ovo). Troque a margarina (Veneno! Veneno!) por manteiga, é inteligente.

Consuma alimentos processados e industrializados, somente em situações extremas, quando o abastecimento de comida verdadeira estiver prejudicado. Os produtos alimentícios geralmente estão repletos de gorduras nocivas que respondem pelo nome TRANS, o nosso corpo não as reconhece e não as absorve, apenas estoca. Lembre-se de que são 9 calorias em cada grama: Moderação no consumo!

 

Não corte gordura da dieta sem orientação

Procure aferir a sua composição corporal periodicamente (posto que nosso corpo não apresenta forma invariável). Exercite-se, sempre, cada vez mais: o excesso adiposo cederá e as gordurinhas que você vê diante do espelho serão consumidas progressivamente.

A maior beleza somente transparece quando zelamos pelo nosso maior templo, pessoal e intransferível: este corpo que abriga a nossa alma.

Até a próxima!

Conheça a seção É Bom Pra Quê? e pratique um cardápio mais natural!

Para dicas de hábitos saudáveis no seu celular, acesse aqui.

Você também pode acompanhar o Vivo Mais Saudável pelo facebook.

Comente, interaja, compartilhe!

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ