Musculação

26/11/2015 12:27 - Atualizado em 07/12/2016 01:25

Aposte no pump muscular e mude o seu shape

O treino de body pump fortalece o corpo e queima até 560 calorias por aula.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Corpo tonificado, sequinho e harmônico: é isso que promete o pump muscular. O programa de treinamento usa barras e anilhas em coreografias ditadas por um professor. Elas são seguidas rigorosamente em mais de 80 países. Se você quer resultados rápidos, aposte nessa modalidade!

Conheça o pump muscular

Uma aula do também chamado body pump tem duração aproximada de 55 minutos, estimulando o corpo inteiro com agachamentos, desenvolvimentos e supinos. De acordo com empresa responsável pelo treinamento, uma seção é capaz de queimar até 560 calorias, além de ajudar a definir a musculatura e aumentar a força e a resistência muscular.

homem muito forte praticando pump muscular com pesos

O treino é dividido em dez momentos. O praticamente começa a atividade física com um relaxante aquecimento, partindo para o agachamento, depois para exercícios de peito, costas, glúteos, posterior de coxa, tríceps, bíceps, afundos, ombros e abdominal. Por fim, vem o alongamento. Não tem descanso!

Segundo a professora Larissa Artusi, da academia Bio Ritmo, o pump muscular é uma boa dica para quem não tem muito tempo para dedicar à academia, mas deseja realizar uma atividade que estimule diferentes partes do corpo. “Ele melhora a força e a tonificação muscular com um alto gasto calórico”, resume.

O pump muscular é um treino com poucas recuperações. Em outras palavras, aposta em séries contínuas, sem descanso. Isso pode causar fadiga, mas também transformação muscular, devido aos ritmos variados e ao trabalho isométrico.

Pratique o pump muscular sem riscos

Para acabar com o risco de forçar demais o corpo, é importante ficar ligado na quantidade de treinos praticados em uma semana. “Toda atividade em excesso pode levar ao overtraining”, comenta a professora. O ideal é manter um período de um ou dois dias de descanso entre as aulas.

Fora isso, não existem restrições para a prática da atividade, desde que ela respeite o condicionamento físico do aluno. É importante que ele seja liberado pelo médico. Caso existam lesões ainda não tratadas, o body pump deve ser evitado. “Alunos iniciantes podem fazer até a primeira metade da aula e ir aumentando o treino ao longo das semanas”, explica Larissa.

Saiba Mais
Kangoo Jumps: Exercícios com salto queimam gordura
Body balance busca o equilíbrio na academia
Bodybuilding: Transformação do corpo vai além do treino pesado

Confira outras dicas para potencializar o treino:

- Alimente-se bem e não esqueça dos carboidratos. Eles são a maior fonte de energia durante a prática dos exercícios

- Aumente os pesos progressivamente. Comece com pequenas cargas e siga adiante somente após a liberação do instrutor

- Respeite os dias de descanso, evitando atividades físicas após uma longa jornada de treino

- Escute as recomendações do seu instrutor, realizando os movimentos de forma adequada e sem pular etapas

- Jamais deixe de fazer os alongamentos. Eles ajudam a recuperar e a relaxar a musculatura.

Curtiu as dicas de atividade física? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
body pump
queimar calorias
força muscular
tonificação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ