Ju Dominguez

ESPECIALIDADE

Instrutora de Yoga

ONDE ATENDE

Espaço Nirvana, Blyss Yoga, Centro de Movimento Deborah Colker - Rio de Janeiro

Ju Dominguez

Apresentação

Instrutora de Vinyasa Yoga, em sua prática pessoal já passou pelos métodos de Hatha, Ashtanga, Vinyasa e Rocket Yoga. Graduada com professores nacionais e internacionais e embaixadora da Yogachic no Rio de Janeiro, incentiva a fluidez e a pesquisa de movimento através da respiração e da criatividade.

O que Trata

Frisa a importância de manter o estudo constante dos fundamentos do Yoga e faz questão de que suas aulas sejam encaradas com seriedade, leveza e muita alegria, sempre.

Formação Acadêmica

Graduada em Hatha Yoga pelo Svadhyaya e em vinyasa yoga com David Lurey e Mirjam Wagner. 

Cargos e Títulos

Certificada pela Aliança do Yoga; mais de 10 anos de prática em balé clássico e contemporâneo e em dança aérea circense; técnicas de Movimento com Ido Portal e Odelia Goldschmidt; acrobacia solo com Alfredo Bermúdez; vinyasa e rocket yoga com equipe All Yoga Brasil; iniciação à meditação com Didi Jaya no Ananda Marga Rio.

Exercícios e Treinos

02/09/2015 06:00 - Atualizado em 30/11/2016 11:08

Primeira aula de yoga chegou! E como proceder? Especialista explica como iniciar sem medo

Ju Dominguez, instrutora de yoga, conta como a aula pode ser gostosa e significativa.

POR

Ju Dominguez

  • +A
  • -A

Roupa nova de ginástica, garrafinha de água fresca, tapetinho com cheiro de novo: parabéns! Você está pronto para a primeira aula de Yoga da sua vida. Existem, porém, algumas dicas básicas que eu adoraria ter recebido no meu primeiro dia, mas agora que sei, passo a vocês. 

Como está seu equilíbrio pessoal e profissional? Faça o teste


Reconhecimento da área

Você escolheu o estúdio mais bacana da região, cheio de Budas e entidades hindus. O cheirinho de lavanda e a música ambiente fazem você achar que está viajando de unicórnio para outra dimensão. Totalmente integrado ao ambiente, você pensa “isso vai ser moleza”, e nessa hora o professor se aproxima, se apresenta e diz que “o Vinyasa é uma prática que alia o flow à respiração preferencialmente ujjayi, com atenção aos drishtis e à ativação dos bandhas. Caso você se canse, entre em Balásana.

– Oi?!
– Respira que vai dar tudo certo.



A fauna e a flora local

Você entra na sala e estende seu tapetinho. Sim, provavelmente virado para o lado errado. Relaxa, sempre acontece. Impossível adivinhar no primeiro dia para que lado o professor dá aula. Tapetinho arrumado, você nota que suas roupas confortáveis destoam da quase unanimidade de leggings com estampas de galáxia, vulcão em erupção ou o último trabalho do Romero Britto. Calma, tá tudo certo! Por mais que pareça às vezes, aula de Yoga não é um desfile de tendências, e você está perfeito para sua prática com a roupa que escolheu. É que cada um se sente confortável de um jeito mesmo.

 

Vá com o fluxo

Eu lembro da minha primeira aula de Vinyasa Yoga. Eu vinha do circo e da dança, e praticava Ashtanga Mysore havia uns 3 anos. Estava acostumada a praticar exercícios físicos, mas em menos de 20 minutos parecia que eu tinha corrido uma maratona. Exausta.
Onde eu quero chegar com essa informação? Primeiro que eu sou péssima maratonista. Segundo que novos exercícios pedem tempo de adaptação, mesmo para quem não é sedentário. Tente, erre, acerte, ria muito de si. E pode apostar: vai ter alguém por perto com mantras na ponta da língua, um alongamento irreal e a tal legging estampada com toda a evolução do sistema solar sorrindo, sem suar uma gota.

 

A dica de ouro aqui é: jamais force a barra para ficar igual a alguém. Não faça nada que você não se sinta bem tentando. Concentre-se apenas em você e no que seu professor pede que você faça. Já é bastante coisa.


Moral da história

Não se espante com posturas antigravitacionais, ou com roupas descoladas, ou barrigas tanquinho e fluência em hindi arcaico. Nunca compare o começo do seu caminho com o meio de quem já está ali há tempos. Como instrutora, digo com toda certeza: todos somos iniciantes em alguns aspectos e avançados em outros. Lembre-se sempre que o que você tem é mais que suficiente para alcançar o ponto que você precisa em sua prática. Então, siga o conselho do seu professor: respire – e, principalmente, divirta-se muito, que o Yoga é para todos.

Gostou do conteúdo da Ju Dominguez? Deixe seu comentário. E fique ligado no Vivo Mais Saudável no Facebook

TAGS
yoga
vinyasa yoga
como cuidar da respiração

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ