Exercícios e Treinos

03/11/2015 01:42 - Atualizado em 29/11/2016 03:41

Pliometria melhora o desempenho no treino

Os principais exercícios são saltos e corridas, que podem ser adicionados à sua rotina fitness.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A pliometria é destaque em treinos de crossfit e circuito Os exercícios, que misturam pulos e corridas, trabalham os músculos como molas, armazenando energia e explodindo na hora do movimento.

Diogo Capitânio, professor da academia Fórmula de São Bernardo do Campo-SP, explica: “É um ciclo de alongamento e encurtamento que tem papel decisivo em modalidades esportivas como correr, lançar ou saltar”.

Segundo o profissional, a capacidade de explosão é aumentada após a contração do músculo. “O conceito é baseado na noção de que a potência de qualquer contração pode ser aumentada se for imediatamente procedida de uma contração excêntrica do mesmo músculo”, comenta. Saiba mais sobre a pliometria e veja como utilizá-la no seu treino.

Aposte na pliometria com segurança

atleta saltando em exercício de pliometriaA pliometria, assim como outras atividades, deve ser praticada de acordo com os objetivos do aluno.

"Ela geralmente é usada no início de sessões de treinamento, mas nada impede de usá-la em outras partes do treino", comenta o educador físico.

Os melhores exercícios pliométricos são os saltos. Existem diversos tipos, que podem se diferenciar na altura ou na distância do pulo. O essencial é conversar com o seu instrutor e pedir dicas.

“Você deve procurar seu treinador e, junto com ele, encontrar os melhores e mais adequados exercícios para o treino.”

De acordo com Capitânio, a vantagem da pliometria é melhorar a capacidade do músculo de exercer explosão, ou seja, ter uma resposta mais rápida, com mais força e segurança ao praticar as atividades esportivas.

Além  disso, ela potencializa a queima de gordura e garante o fortalecimento muscular.

Todos podem praticar esse tipo de treino. O importante é identificar as limitações de cada atleta. Em casos de patologia, principalmente nos joelhos, os exercícios pliométricos podem não ser recomendados, já que há o risco de prejudicar ou agravar lesões, devido ao forte impacto.

Pessoas obesas, idosas e em grupos de risco podem apostar nesses exercícios, desde que a amplitude dos movimentos seja diminuída. Também se pode esperar até o “aluno ter mais força para depois praticar”, lembra Capitânio.

Saiba Mais
Kangoo Jumps: Exercícios com salto queimam gordura
Risco de rabdomiólise preocupa praticantes do crossfit
Descubra como ganhar força muscular com exercícios na água

Pratique em casa

Os exercícios pliométricos não demandam acessórios caros. Eles pedem apenas concentração e esforço total. Confira duas opções para um treino pesado em casa. Lembre-se, porém, de se consultar com um profissional antes de apostar nessas atividades.

Pliometria no banco

Posicione um banco à sua frente. Abaixe-se flexionando os joelhos, pule e junte os dois pés na base do banco, fazendo esforço para subir. Depois, salte de costas para o chão. Repita 20 vezes. Você pode potencializar o exercício usando diversos bancos à sua frente e saltando de um para outro.

Salto no lugar

Fique de pé, abaixe-se para ganhar impulso e pule para cima. Tente manter as pernas alinhadas, levantando os joelhos ao mesmo tempo. Volte novamente para a posição inicial. Repita 20 vezes.

Gostou das dicas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir as novidades de saúde e atividade física do Vivo Mais Saudável.

TAGS
exercícios pliométricos
salto
corrida
crossfit

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ