Exercícios e Treinos

28/03/2016 11:00 - Atualizado em 30/11/2016 12:53

Invista em 3 exercícios de pilates para gestantes

Pilates treina o corpo para ser forte, flexível e equilibrado.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O exercício durante a gravidez é importante para manter a força muscular, mas algumas modalidades podem ser ainda mais benéficas. O pilates para gestantes é uma delas, já que ajuda você a alcançar esse objetivo e traz benefícios adicionais. Porém, para praticá-lo, é importante tomar alguns cuidados.

Por que o pilates é útil na gravidez?

O pilates é uma forma cada vez mais popular de exercício para pessoas de todas as idades e níveis de aptidão. Ele possui baixo impacto, é versátil e se apresenta como uma opção eficaz para pessoas que querem melhorar força, postura, equilíbrio, flexibilidade e tônus ​​muscular. Esses exercícios concentram-se no fortalecimento dos músculos abdominais inferiores e do assoalho pélvico.

Programas de exercícios podem ser extensivamente modificados para se concentrar em diferentes partes do corpo e acomodar as necessidades individuais, como durante a gestação. Na gravidez, os músculos abdominais são esticados enquanto o bebê cresce. Isso pode enfraquecê-los, principalmente os abdominais profundos.

mulheres fazem pilates para gestantes

Esses músculos profundos fornecem suporte para as costas e, quando não há apoio, a mãe fica mais vulnerável a lesões. Isso é agravado ainda pelo hormônio relaxina, liberado em gestantes. Ele é responsável por relaxar os ligamentos e permitir que a pélvis possa se esticar durante o parto: cumpre esse objetivo, mas afeta os demais ligamentos.

Com apoio reduzido de ligamentos e músculos abdominais, muitas mulheres grávidas experimentam dores nas costas. Desse modo, o reforço do transverso abdominal por meio de movimentos de pilates na gravidez não só irá melhorar a dor nas costas e o alinhamento postural, mas também vai ajudar as mamães durante o parto, tornando-o muito mais rápido e seguro.

Segundo uma pesquisa da Universidade Saint Louis, nos Estados Unidos, o exercício moderado durante a gestação é capaz de melhorar dores nas costas, prevenir o diabetes associado à gravidez e melhorar o sono. Ainda, um estudo da Universidade de Montreal descobriu que 20 minutos de exercício três vezes por semana durante a gravidez podem aumentar a função cerebral do bebê.

Há também outros levantamentos que sugerem benefícios adicionais do pilates para gestantes. Acredita-se que a prática possa ajudar em outros problemas que surgem no período. Retenção de líquidos, mudanças no centro de gravidade, dor cervical, redução na capacidade pulmonar, frouxidão ligamentar e desequilíbrio muscular, por exemplo, são alguns deles.

Exercícios de pilates para gestantes

É sempre importante conversar com um médico antes de fazer qualquer tipo de atividade física. É necessário ainda procurar um instrutor qualificado para montar um treino específico. Porém, alguns exercícios simples podem ser feitos em casa:

1. Alongamento com uma toalha

Esse exercício alonga ombros e peito. Sente-se com as pernas cruzadas no chão ou em uma cadeira. Segurando uma toalha enrolada em suas mãos, estenda os braços à frente do seu peito, puxando suas mãos para longe uma da outra. Ao expirar, leve os braços sobre a cabeça. Mantenha essa posição por quatro ciclos de respiração.

2. Alongamento para os oblíquos

Comece na mesma posição, com a toalha em suas mãos. Expire, estendendo a mão para o lado, colocando-a mais próxima do chão. Mantenha essa posição por quatro ciclos de respiração. Volte à posição inicial em uma expiração.

3. Alongamento das costas

Comece sentando no chão com as mãos diretamente à frente de você, na altura do peito. Expire e desloque a pelve para a frente e a coluna vertebral em uma curva. Inspire, estendendo a coluna para a frente e mantendo os braços retos, puxando as omoplatas para baixo, em direção aos quadris.

Que tal experimentar o pilates para gestantes? Deixe sua opinião nos comentários! Se gostou do artigo, aproveite para compartilhar as informações com suas amigas! E não se esqueça de conferir outras dicas de saúde e atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
assoalho pélvico
gestação
exercícios de baixo impacto
alongamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ