Exercícios e Treinos

10/03/2015 05:36 - Atualizado em 29/11/2016 09:19

Ginástica na gravidez: Descubra quais são os limites

A prática de ginástica na gravidez deve ser feita com moderação e orientação profissional.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Praticar atividades físicas durante a gestação pode trazer uma série de benefícios para a mãe e para o bebê, desde que os exercícios sejam feitos com a orientação correta. É preciso ter o acompanhamento de um profissional que indique o melhor tipo de ginástica na gravidez para cada fase da gestante.

Recentemente, a modelo americana Sarah Stage causou polêmica ao divulgar fotos com um abdômen definido, mesmo estando grávida de oito meses. Fanática por exercícios de musculação e pilates, a modelo pratica ginástica na gravidez de forma excessiva, causando a dúvida: afinal, até que ponto isso é saudável?

ginastica na gravidez

Benefícios da ginástica na gravidez

A prática regular de exercícios durante a gestação ajuda a manter a saúde física e mental da gestante, além de proporcionar um desenvolvimento mais saudável para o bebê. Com as atividades certas, é possível diminuir as dores no corpo, facilitar a hora do parto e retornar ao peso normal mais rapidamente após o nascimento do filho.

ginastica na gravidezA ginástica na gravidez melhora o movimento das articulações e as condições muscular e neurológica, evitando ansiedade e depressão pós-parto e proporcionando mais bem-estar.

Movimentar-se, ainda, controla o diabetes gestacional e previne outros problemas, melhorando a qualidade de vida das gestantes.

É indicada a prática de pelo menos 30 minutos de ginástica na gravidez por dia. Os exercícios mais recomendados são aqueles com baixo impacto e menos esforço físico, para apenas manter o bom funcionamento do organismo.

As gestantes devem optar por atividades como alongamento, hidroginástica, natação, pilates, yoga e caminhadas leves.

A musculação não é uma das práticas mais indicadas, mas, se a mulher já fazia a atividade antes da gravidez e quiser continuar, basta atender a algumas restrições.

Não é recomendado fazer séries de abdominais, pois são contraindicadas para as gestantes, e é preciso diminuir a carga e as repetições das séries.

Excesso de ginástica na gravidez

Para manter uma gravidez saudável e sem riscos, a realização de exercícios deve ser feita com moderação e alguns cuidados. Nos primeiros meses, principalmente, as atividades não podem exigir muito esforço ou impacto, pois exercícios exagerados durante o começo da gestação aumentam os riscos de aborto espontâneo.

Praticar atividades muito pesadas ou sem descanso adequado durante a gravidez causa complicações para o bebê. O esforço físico pode desviar o fluxo de sangue, evitando que ele chegue na placenta da forma correta. A boa circulação sanguínea nessa área é fundamental para o desenvolvimento fetal saudável.

Devido a esses e outros fatores, a ginástica na gravidez deve ser realizada apenas com orientação médica e acompanhamento de um profissional. Assim, com os exercícios mais indicados e realizados da maneira correta, é possível manter uma gestação saudável.

Gostou das dicas de atividade física? Então deixe um comentário! E concorra agora a um smartphone Sony Xperia enviando um zap para o Vivo Mais Saudável. Adicione (21) 96702-5151 nos contatos do seu celular e responda: "Como um app pode ajudar você a ser mais saudável?". Saiba mais aqui.

TAGS
ginástica
gravidez
pilates
cuidados na gravidez

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ