Dr. Drauzio Varella

ESPECIALIDADE

Oncologia

ONDE ATENDE

Dr. Drauzio Varella

Apresentação

Médico cancerologista, formado pela USP.

O que Trata

Imunidade e saúde.

Formação Acadêmica

No início dos anos 1970, trabalhou com o professor Vicente Amato Neto, na área de moléstias infecciosas do Hospital do Servidor Público de São Paulo. Durante 20 anos, dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer (SP) e, de 1990 a 1992, o serviço de Câncer no Hospital do Ipiranga, na época pertencente ao INAMPS.

Foi um dos pioneiros no tratamento da AIDS, especialmente do sarcoma de Kaposi, no Brasil. Em 1986, sob a orientação do jornalista Fernando Vieira de Melo, iniciou campanhas que visavam ao esclarecimento da população sobre a prevenção à AIDS, primeiro pela rádio Jovem Pan AM e depois pela 89 FM de São Paulo.

Em 1989, iniciou um trabalho de pesquisa sobre a prevalência do vírus HIV na população carcerária da Casa de Detenção do Carandiru. Desse ano, até a desativação do presídio, em setembro de 2002, trabalhou como médico voluntário. Atualmente, faz o mesmo trabalho na Penitenciária Feminina de São Paulo.

Na Amazônia, região do baixo rio Negro, dirige um projeto de bioprospecção de plantas brasileiras com o intuito de obter extratos para testá-los experimentalmente em células tumorais malignas e bactérias resistentes aos antibióticos. Esse projeto, apoiado pela FAPESP, é realizado nos laboratórios da UNIP (Universidade Paulista) em colaboração com o Hospital Sírio-Libanês.

Cargos e Títulos

Livros publicados:

  • Aids Hoje: 3 volumes em colaboração com os médicos Antonio Fernando Varella e Narciso Escaleira;
  • Estação Carandiru (Companhia das Letras): Prêmio Jabuti de 2000;
  • Macacos (Publifolha): Faz parte da série Folha Explica;
  • Nas Ruas do Brás (Companhia das Letrinhas): Literatura infantil; Prêmio Novos Horizontes da Feira Internacional do livro de Bolonha, Itália, e revelação de autor de literatura infantil na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 2001;
  • De Braços Para o Alto (Companhia das Letrinhas): Literatura infantil, publicado em 2002;
  • Florestas do Rio Negro: Coordenou a elaboração do livro que, sob a editoria científica de Alexandre de Oliveira e Douglas C. Daly, reúne trabalhos de vários colaboradores sobre a biodiversidade botânica da região amazônica e foi indicado para o Prêmio Jabuti em 2002;
  • Maré – Vida na favela (Casa das palavras): Co-autoria: Paola Berenstein, Ivaldo Bertazzo, Drauzio Varella, Pedro Seiblitz (imagens);
  • Por um Fio (Companhia das Letras): Publicado em 2004;
  • Borboletas da Alma (Companhia das Letras): Publicado em 2006;
  • O Médico Doente (Companhia das Letras): Publicado em 2007;
  • Cabeça do Cachorro (Editora Terrabrasil): Drauzio Varella, Araquém Alcântara e Jefferson Peixoto; Ensaio publicado em 2008;
  • Teoria das Janelas Quebradas (Companhia das Letras): Publicado em 2010;
  • Vencer o Câncer (dendrix): Publicado em 2014.

Exercícios e Treinos

10/11/2014 06:00 - Atualizado em 05/12/2016 03:23

Atividade Física por Drauzio Varella

"O corpo humano é uma máquina construída para o movimento", afirma o oncologista que ainda acrescenta "o sedentarismo acaba com o organismo".

POR

Dr. Drauzio Varella

  • +A
  • -A

Se você cria justificativas para continuar na inércia e a falta de tempo aparece como a principal delas, leia a entrevista do portal Vivo Mais Saudável com o médico oncologista Drauzio Varella. De forma simples, clara e objetiva, ele fala sobre a importância da atividade física para a saúde.

Aos 71 anos, Drauzio Varella é um grande exemplo de iniciativa e atitude. Você pode não saber, mas ele começou a praticar corrida na casa dos 50 de idade para participar de maratonas. Já correu muitas pelo mundo. Como ele aguenta encarar os 42km de cada prova? São dois treinos por semana de no mínimo 15km em meio a diversos compromissos, consultas e atendimentos.

Mas, e você, não pratica exercício por que mesmo? Com a palavra, Dr. Drauzio Varella, um dos nossos especialistas com informação que faz bem.

1. Por que praticar atividade física é importante para a saúde?

O corpo humano é uma máquina construída para o movimento. A vida sedentária é muito ruim. Não é ‘a atividade física que é importante para a saúde’, o raciocínio, é: o sedentarismo acaba com o organismo. Pressão alta, diabetes, problemas articulares... O corpo sem movimento vai enrijecendo as articulações, deteriorando o sistema respiratório, destruindo vasos sanguíneos. Imagine uma casa maravilhosa com o encanamento ruim. De que adianta!?

Clique e saiba qual é o peso ideal para sua estrutura corporal.

2. O que acontece no corpo quando praticamos atividade física?

Quando nos esforçamos fisicamente, estamos solicitando sangue para os músculos. Se o músculo solicita sangue, quer dizer que os vasos se dilatam e surgem novos vasos para irrigar melhor os músculos. Isso é uma ajuda e tanta para o coração. Assim como respirar profundamente é bom para o pulmão que expande. O exercício também consome gordura! Os músculos e os tendões ficam mais resistentes.

No ponto de vista metabólico, o trabalho muscular consome glicose (mobiliza o glicogênio armazenado no fígado), sobrecarregando menos o pâncreas. Ou seja, você interfere no organismo de forma positiva.

3. Considerando as diferentes faixas etárias, como saber o tempo de duração da atividade e a frequência ideal para que o organismo seja beneficiado?

É fato que a resistência física diminui conforme mais idade. Mas para mover-se, praticar atividades físicas, não há regra, depende apenas de preparo físico. O exercício pode ser feito pela vida toda. Eu corro 4 maratonas por ano.

Sua mente ajuda ou atrapalha seu bem-estar? Descubra aqui.

4. O que é metabolismo e que mudanças ele sofre com o passar da idade?

Metabolismo é o conjunto das reações que acontecem no organismo. Com o passar da idade (envelhecimento) o tempo de resposta do organismo e o metabolismo tornam-se mais lentos, além do indivíduo ter mais chance de complicações. Um bom exemplo, é uma pessoa com idade mais avançada comer churrasco à noite. A digestão desta pessoa será mais lenta em relação a uma pessoa mais jovem.

5. Suplementos, quando são recomendados?

Apenas por doença ou impossibilidade de se alimentar em determinada razão, exemplo: pessoas de idade ou com problemas neurológicos. Fora isso não recomendo a ninguém. Quem tem dieta equilibrada não sofre com deficiência de nutrientes no organismo. O que acelera o envelhecimento em todos os mamíferos é o excesso de calorias e a única estratégia que aumenta a longevidade é a restrição calórica. 

Quer mais dicas de saúde do Dr. Drauzio? Conheça o Vivo Saudável com Drauzio Varella e fique de olho na seção Eles explicam para mais artigos, entrevistas e dicas de nossos especialistas!

E não esqueça de curtir a página do Vivo Mais Saudável no Facebook para receber informação que faz bem todos os dias!

 

TAGS
atividade física
drauzio varella
corpo em movimento
benefícios atividade física
sedentarismo
problemas nas articulações

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ