Exercícios e Treinos

29/07/2015 07:01 - Atualizado em 07/12/2016 10:03

Arte e exercício: Conheça os benefícios da dança contemporânea

Além de melhorar o condicionamento físico, a dança também alivia o estresse e proporciona bem-estar.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para quem não gosta de praticar musculação ou outros exercícios convencionais, uma ótima opção para manter a saúde é a dança contemporânea. Além de contribuir para um físico saudável, a atividade também ajuda a combater o estresse, mantendo a mente tranquila e proporcionando mais bem-estar.

A prática da modalidade permite o conhecimento do próprio corpo. À medida que se exercita, a pessoa passa a se entender melhor e descobrir novas habilidades. Essa dança tem como diferencial a oportunidade de criação e adaptação dos movimentos de forma livre e flexível, possibilitando uma interação entre o corpo e a mente.

danca contemporanea

Origem e história da dança contemporânea

A dança contemporânea surgiu entre os anos 1950 e 60, nos Estados Unidos, a partir do segmento da dança moderna. Foi desenvolvida como uma forma de protesto ou rompimento com a cultura clássica, sem possuir uma técnica única estabelecida.

Após o período inicial da sua criação, em que passou por intensas inovações e experimentações, a dança contemporânea começou a se definir na década de 1980. Desenvolveu uma linguagem própria, mas trazendo diversas referências de balé, jazz e hip hop. Mistura métodos e é tão abrangente que não restringe estilos de roupas, músicas, espaços ou movimentos.

O estilo proporcionou uma série de mudanças e inovações para a dança, passando a acontecer em outros espaços além do teatro, como praças, parques e ruas. Também transformou o tema dos espetáculos, baseando-se em ações cotidianas e trazendo outras linguagens para as apresentações, como as artes plásticas e o teatro.

A imagem formal da dança que se tinha até então foi desaparecendo, com o surgimento da dança contemporânea, que trouxe um sentido mais experimental. A improvisação passou a ser aceita e o padrão dos bailarinos mudou, mostrando que qualquer um pode dançar, não apenas pessoas com corpos magros e longilíneos.

A modalidade trabalha com movimentos livres e flexíveis, tendo como um dos seus principais diferenciais para outras danças clássicas a possibilidade de criação. O bailarino pode criar suas próprias composições, baseando-se em temas relacionados a questões políticas, sociais, culturais, autobiográficas, comportamentais e cotidianas.

É uma forma de expressão sobre acontecimentos, sentimentos, ideias e conceitos.

O estilo pode ser dançado com sapatilhas simples ou - o mais comum - com os pés descalços. As coreografias utilizam movimentos do balé e de outras danças, trabalhando em conjuntos ou até mesmo em solos de improvisação, que são bastante frequentes.

danca contemporanea

Dança contemporânea como exercício

A dança contemporânea traz diversos benefícios para a saúde do corpo e da mente. Devido ao grande gasto de energia e à utilização da musculatura e das articulações, a atividade melhora o alongamento, a flexibilidade, a força muscular e a coordenação motora.

Também permite o autoconhecimento e a aquisição de novas habilidades, com uma maior consciência corporal. Com a execução e criação de movimentos, a pessoa relaxa, desenvolvendo a criatividade, melhorando a desinibição pessoal e diminuindo a timidez.

Outro benefício da prática da atividade é a melhora da autoestima e da autoconfiança, ajudando no combate ao estresse e à ansiedade, pois alivia a tensão do dia a dia. Os movimentos acompanhados da música proporcionam o relaxamento do corpo e da mente.

Nunca é tarde para experimentar a dança contemporânea! Que tal testar? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir outras dicas de atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
expressão
equilíbrio
flexibilidade
força muscular

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ