Exercícios e Treinos

16/07/2014 09:30 - Atualizado em 07/12/2016 05:53

Aposte no pilates para o bumbum ficar durinho

Saiba como utilizar o pilates para o bumbum ganhar contornos mais bonitos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Celebridades como Carolina Dieckmann, Isis Valverde e Angélica já aderiram a esse exercício que envolve força e flexibilidade. Se você pensou em pilates, acertou! Aprenda uma série que você pode fazer em casa e abuse do pilates para o bumbum ficar durinho e empinado.

Pilates para o bumbum dos sonhos

pilates-para-o-bumbumFoto: Shutterstock

Muitas mulheres sonham com o corpo perfeito: barriguinha sarada, pernas torneadas, cintura fina e, claro, bumbum avantajado. Mas para que isso seja possível é preciso dedicação. Quando você utiliza o pilates para o bumbum crescer, é possível perceber resultados logo nos primeiros meses.

Ao praticar os exercícios de 2 a 3 vezes por semana seu corpo todo vai sentir a diferença, pois os exercícios de pilates para o bumbum tendem a tonificar a musculatura em geral, além de corrigir a postura. E de quebra você ainda garante coxas e abdômen bem definidos.

Benefícios vão além do corpo sarado

O pilates também desenvolve a consciência corporal. Ao focar no pilates para o bumbum aumentar, você também aprende a controlar a respiração,  o que turbina ainda mais os resultados.

Além disso, quanto mais você presta atenção ao movimento que está fazendo, mais sua eficiência aumenta durante a execução. Tantos benefícios fazem do pilates um exercício democrático. Quando praticado com bolas e aparelhos, o treino fica mais leve e dinâmico, podendo ser feito por pessoas de todas as idades e até com limitações físicas.

Tire proveito do pilates para o bumbum ficar perfeito

Saber como usar o pilates para o bumbum ficar durinho é o primeiro passo para conquistar glúteos sarados. Confira uma série de 4 posições que vão deixar você com um bumbum de dar inveja

Posição 1
Fique de quatro, apoiando-se nas mãos e joelhos. Contraia o abdômen e mantenha os ombros alinhados com os cotovelos e as mãos.
Flexione o joelho direito, contraindo o glúteo do mesmo lado, e eleve a perna, que fica paralela ao chão. Seu corpo precisa ficar alinhado do joelho até o pescoço.
Com a sola do pé apontando para o teto, mantenha o glúteo contraído – como se estivesse sendo "espremido" – e segure nesta posição por 15 segundos.
Desça a perna devagar até encostar no chão. Faça esse exercício três vezes e depois repita com a perna esquerda.

Posição 2
Repita a posição 1 utilizando um peso leve ou uma toalha pequena dobrada atrás do joelho e faça todos os movimentos citados anteriormente. Segure na posição, contando lentamente até 15. Faça três vezes e repita com a outra perna. O peso utilizado acaba trabalhando ainda mais os glúteos, além de acionar a parte de trás das coxas.

Posição 3
Fique deitado de barriga para cima e mantenha os braços esticados. Com as pernas flexionadas e os pés apoiados, contraia o abdômen e o bumbum elevando lentamente o quadril enquanto inspira. Tronco e coxas devem ficar alinhados.

Posição 4
Deite de barriga para baixo e apoie a cabeça nas mãos. Contraia o abdômen e os glúteos, mantendo as pernas esticadas, e tire os joelhos do chão.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ