Esporte

18/07/2015 09:03 - Atualizado em 30/11/2016 08:10

Voos de wingsuit exigem preparo e muita técnica

O esporte de aventura permite planar no ar e percorrer distâncias em céu aberto, usando um traje especial.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para quem gosta de adrenalina, é preciso sempre superar os limites físicos e mentais. E você já imaginou voar como um pássaro, como se tivesse asas no seu próprio corpo? Um esporte de aventura pode proporcionar isso: ele se chama wingsuit.

A atividade exige muitos cuidados para manter a segurança, além de preparo físico e técnico. Porém, o resultado é uma experiência inesquecível de poder passar alguns segundos sobrevoando uma área apenas com uma roupa que possibilita planar no ar.

Conheça o wingsuit

Depois do paraquedas, da asa-delta e de vários outros esportes que são praticados em céu aberto, o wingsuit é uma das mais recentes aventuras exploradas pelos chamados skydivers, ou homens-pássaros.

wingsuit

O voo é possível devido a um macacão especial, que molda o corpo no formato de um aerofólio, uma superfície projetada para obter uma reação desejável do ar, criando sustentação e possibilitando planar. O tecido da roupa é costurado entre as pernas e sob os braços, lembrando um pássaro ou um morcego.

O wingsuit permite que os skydivers saltem no vazio, esticando os braços e pernas e voando alto, permanecendo um bom tempo no céu. A velocidade da queda livre pode chegar a 200km/h e, com o traje, é possível manter-se a 30km/h. Eles saltam também com um paraquedas, que é aberto depois de perder altitude para poder aterrissar.

"Wingsuit" quer dizer traje ("suit") com asas ("wing") e foi desenvolvido pelo francês Patrick de Gayardon, em 1996. O objetivo do macacão era aumentar o tempo de queda livre e da velocidade horizontal atingida pelo paraquedista. Isso possibilita um aumento considerável na distância percorrida entre o ponto de saída e o pouso.

Cuidados para praticar o esporte

Para praticar o esporte, é preciso ter uma preparação adequada. Primeiro, o praticante deve ter uma boa experiência no salto de paraquedas, com uma margem de 300 saltos já realizados. Depois, ele recebe um treinamento específico para o wingsuit, em que aprende a usar o macacão, a moldar o corpo para mudar o percurso e a criar velocidade durante o voo.

É importante também conhecer os cuidados para a realização do salto, como o tipo de paraquedas usado, condições climáticas apropriadas, medidas de segurança e o que fazer caso ocorra algum imprevisto durante o voo ou na hora de abrir o paraquedas. Para isso, existe um sistema de desconexão das asas, localizado nas pernas, próximo das mãos, que pode ser acionado a qualquer momento.

O salto pode ser realizado de um avião, de um helicóptero ou de uma montanha ou penhasco, desde que seja alto o suficiente. Em alguns casos, em que os saltos são feitos de lugares com grande altitude, os homens-pássaros chegam a percorrer uma distância de nove quilômetros e fazem voos de mais de dois minutos.

Você se arriscaria num voo de wingsuit? Conte para nós! E aproveite para conferir dicas de atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
voo livre
esporte de aventura
altitude
paraquedas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ