Esporte

19/05/2015 11:37 - Atualizado em 05/12/2016 01:12

Prepare-se para treinar com o bumerangue

Prática muito antiga, o arremesso de bumerangue exige boa coordenação e equilíbrio.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Apesar da simplicidade, o bumerangue é considerado uma das primeiras obras de Engenharia Aérea desenvolvidas pelo homem. O voo do objeto utiliza diversos princípios da Física para conseguir fazer sua manobra e retornar às mãos de quem joga.

Porém, existem dois modelos do instrumento, sendo um retornável e outro não retornável. O primeiro é utilizado para uma prática mais esportiva, enquanto o segundo é usado para caça. Para treinar com o bumerangue, é necessário ter equilíbrio e força nos membros superiores. Quer saber mais? Confira.

bumerangue

A origem do bumerangue

Há aproximadamente 30 mil anos, os bumerangues não retornáveis começaram a ser utilizados para caçar. Eles eram esculpidos para voar em linha reta e ficar no ar por longos períodos de tempo. Com esse instrumento, o caçador conseguia surpreender o animal, atirando o objeto de uma grande distância.

O modelo retornável parece ter surgido de uma versão “errada” do não retornável, quando o escultor não acertou no formato e resultou em um objeto que fazia o movimento curvo. Os registros apontam jogos na Antiguidade com esse instrumento. Quando atirado, ele dava a volta e retornava ao dono.

Por não ser útil na caça ou como arma de guerra, foi atribuída outra finalidade ao bumerangue retornável. Inicialmente, ele era utilizado como uma brincadeira para os aborígenes australianos. Por esporte, os antigos egípcios também faziam bumerangues não retornáveis. O faraó Tutancâmon, por exemplo, tinha uma enorme coleção dos objetos.

Apesar de hoje existirem diversos modelos de madeira, fibra, mais arredondados, maiores ou menores, o formato convencional consiste em duas asas separadas que se encontram num ângulo do meio. Os tradicionais são feitos com madeira leve, com a parte do meio formando um eixo central para as asas girarem e manterem um padrão estável de voo.

Como funciona o voo do bumerangue?

O bumerangue é capaz de voar longas distâncias porque suas asas são talhadas em um formato similar às de um avião. De forma achatada embaixo e arredondada em cima, elas conseguem se deslocar criando menor pressão em cima e maior embaixo. Assim, se sustentam no ar.

Porém, não basta que o objeto tenha o formato ideal. O arremesso precisa ser feito corretamente para que ele voe e retorne às mãos de quem o atirou. Para isso, é necessário estar na posição quase vertical, segurando por uma das asas, com a outra apontada para cima. O centro é direcionado para si mesmo.

Quando o bumerangue gira, a asa de cima se move mais rápido, seguindo na direção em que foi jogada. A outra faz o contrário, indo para o lado oposto. Quando corta o ar, a parte cima gera mais sustentação que a de baixo, fazendo com que o objeto não voe em linha reta.

A diferença na sustentação das asas cria o movimento de torque, que faz o objeto girar em um movimento de rotação curva. É assim que o instrumento volta diretamente para quem o arremessou.

Para praticar essa atividade, é necessário equilibrar bem o peso. Durante o posicionamento, a força no membro que irá arremessar precisa ser intensa. Da mesma forma, a pessoa deve ter uma boa coordenação para que o objeto vá e volte da maneira correta.

Quando for praticar, prefira espaços abertos, que permitam o giro do objeto a longas distâncias e ofereça segurança para quem estiver perto.

Que tal aderir à prática? Conte para nós! E não esqueça que você sempre pode conferir novidades de atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
equilíbrio
coordenação
força
resistência

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ