Esporte

15/01/2015 02:27 - Atualizado em 20/11/2016 11:12

Popularidade do UFC cresce com prática do MMA

Sucesso do campeonato UFC fortaleceu o uso das artes marciais como atividade física.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Nos últimos anos, o UFC invadiu as programações esportivas da televisão e tomou conta do gosto dos brasileiros. O maior campeonato mundial de Artes Marciais Mistas (MMA) reúne muitos dos maiores nomes da luta e acabou se tornando um incentivo para homens e mulheres que buscam melhorar o seu condicionamento físico. O MMA é hoje um dos esportes mais procurados no país.

Conheça o UFC e a luta MMA

O UFC iniciou ainda nos anos 90, quando misturava todos os tipos de artes marciais, buscando encontrar qual delas se sobressaía. Com o passar do tempo, as regras foram se tornando mais focadas e objetivas, até que se chegasse ao formato final, praticado atualmente em diversos países do mundo.

ufc

O MMA é o tipo de arte marcial no qual o UFC se baseia. Ele tem esse nome, Artes Marciais Mistas, por misturar golpes e regras de outras artes marciais tradicionais, como taekwondo, jiu-jitsu e muay thai. O objetivo da luta, como em todas as outras, é desestabilizar o adversário, até que ele caia no chão e seja derrotado. Mas isso funciona apenas dentro do ringue.

Fora das linhas que demarcam o fim da lona, o MMA é uma forma de defesa pessoal e um esporte que melhora consideravelmente o condicionamento físico de quem o pratica. Além de exigir um fortalecimento muscular intenso, o esporte ainda gasta uma alta quantidade de gorduras e calorias, através dos movimentos de força e amplitude que compõem os golpes.

Diferentemente do que acontece no UFC, as aulas de MMA para quem deseja apenas cuidar da saúde não envolvem um contato físico tão intenso. O risco de ocorrer cortes ou outras avarias físicas é pequeno. Nas aulas, que duram cerca de uma hora e meia, os alunos precisam alongar muito a musculatura e treinar repetitivamente cada um dos movimentos básicos do esporte.

O MMA é um esporte que faz bem para o corpo e mente. Além de ser uma excelente forma de aliviar a tensão de um dia estressante, ele ainda exige que a pessoa se torne mais focada e paciente, já que somente essas condições permitem a repetição correta de cada movimento. Para complementar, ao fim de cada aula, os mestres realizam uma conversa com os alunos.

Para o corpo, essa luta é a melhor opção de quem deseja secar as gorduras e garantir músculos definidos de forma rápida e eficiente. Calcula-se quem, em cada aula, é possível gastar uma média de 1.000 calorias, podendo variar até 1.400. O alto gasto calórico garante a queima de gordura e a força aplicada em cada movimento resolve as questões musculares.

ufc

UFC: Cuidados necessários

Mas é preciso ter cuidado, a luta é violenta. Mesmo que os mestres não permitam que pessoas despreparadas realizem um combate com outro lutador, os movimentos do MMA são agressivos. Basta analisar os históricos de muitos lutadores do UFC para perceber que há riscos graves. Anderson Silva, um dos maiores nomes da luta no Brasil, teve uma fratura grave na perna há menos de um ano.

Alguns pesquisadores afirmam que, além dos danos musculares e ósseos que a luta evidentemente proporciona, o MMA também pode oferecer riscos ao sistema nervoso. Alguns estudos apontam para a chance de desenvolvimento de doenças como Mal de Parkinson e Alzheimer. As pancadas na cabeça movimentam o cérebro de forma muito brusca.

Golpes que levam o adversário ao sufocamento também são perigosos. A falta de oxigenação no cérebro é muito arriscada. Isso não significa que você não deve procurar o esporte, mas serve como um alerta. Tenha moderação e esteja sempre atento aos movimentos de quem está lutando com você. Respeite os limites do seu corpo e saiba aceitar quando for a hora de parar.

E aí, que tal experimentar o UFC? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
esporte
lutas
atividade física
mma

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ