Esporte

12/05/2015 11:05 - Atualizado em 07/12/2016 02:51

Pesca esportiva oferece estímulo à concentração e paciência

Relaxante, a pesca esportiva se torna ainda mais prazerosa com medidas de segurança para não ferir os peixes.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Nem todo mundo costuma pescar para usar os peixes na alimentação. Alguns simplesmente praticam a pesca esportiva, com o objetivo não de consumir ou vender o animal, mas apenas por prazer. Nessa modalidade, as espécies são devolvidas à água logo após serem fisgadas. O interesse é medir, registrar e fotografar os peixes como um troféu.

Com muito cuidado e paciência, a pesca esportiva só é realizada por quem crê que tocar no peixe vale todo o tempo de dedicação. Os adeptos da prática querem que o animal cresça, se desenvolva e desove para garantir a reprodução da espécie. Por isso, tomam medidas para evitar que ele morra durante a manipulação do anzol e da soltura.

pesca esportiva

Benefícios da pesca esportiva

Se você quer fugir da ansiedade ou do estresse, esse é o seu lugar. Ninguém consegue praticar a pesca esportiva mantendo elevados níveis de tensão, afinal, é necessário ter paciência para esperar o peixe morder a isca. É por isso que essa atividade traz inúmeros benefícios para a saúde, principalmente a sensação de bem-estar e tranquilidade.

Os ambientes de natureza, em rios e mares, proporcionam momentos de calma e relaxamento completo. Na pesca, que exige um importante grau de concentração, é possível esquecer os problemas do dia a dia e se dedicar apenas à tarefa de momento, desligando-se por completo do que ficou longe dali.

Para que a atividade esteja cercada de total segurança, o ideal é realizar alguns exercícios de alongamento antes, principalmente nos braços e nas costas. O uso de protetor solar também é indispensável. Equipar o barco com guarda-sol e beber bastante água para manter o corpo hidratado são outras atitudes fundamentais na modalidade.

Como é praticada a pesca esportiva

A pesca esportiva pode ser realizada tanto na água doce como na salgada, embora nos rios a chance de sobrevivência dos animais seja maior. São necessários diversos cuidados para garantir que os peixes não sejam feridos pelos anzóis, o que poderia resultar na morte dos animais.

Em casas especializadas para produtos de pesca, é possível encontrar os equipamentos ideais para garantir a segurança dos peixes. Iscas e anzóis adaptados à modalidade esportiva da pesca são pensados exatamente com o propósito de fisgar, mas não ferir. 

No momento da pesca esportiva, o peixe deve ser manuseado dentro da água pelo maior tempo possível. Fora dela, deve ser movimentado sempre com as mãos molhadas, já que a pele seca remove a camada protetora do animal.

Os pescadores devem utilizar apenas anzóis sem farpas ou com farpa amassada, pescando sempre em profundidades maiores que 10 metros. Dessa forma, o peixe pode ser puxado devagar, garantindo que ele se adapte mais facilmente à diferença de pressão dentro e fora da água.

O comprimento da linha deve ser sempre maior que o recomendável, para que o animal não se debata por muito tempo e canse. A retirada do anzol deve ser feita com alicate de bico, caso não esteja muito profundo. A linha é cortada, deixando o anzol dentro do peixe, caso seja difícil a retirada. 

É preciso fazer tudo com paciência, mas de forma rápida. Depois de pesado, medido e fotografado, o peixe deve ser imediatamente devolvido à água. Os mais procurados pelos brasileiros são o tucunaré na água doce e o marlim branco e azul no oceano. 

Gostou das dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
pesca
estresse
relaxamento
concentração

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ