Esporte

02/03/2015 10:28 - Atualizado em 07/12/2016 06:52

Pernas tonificadas são apenas um dos benefícios da dança

Outros benefícios da dança incluem a melhora da coordenação motora e da respiração.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Mais que belas pernas, você também terá um cérebro mais ativo quando se render aos benefícios da dança. A atividade libera substâncias antidepressivas no corpo, atuando diretamente na coordenação motora e na frequência cardíaca.

Trabalhando toda a capacidade corporal, os movimentos são capazes de agir em grupos de músculos conjuntamente, fazendo com que os batimentos cardíacos aumentem e as calorias desapareçam. Interessou? Pois não é só isso.

beneficios da danca

Mal de Parkinson e os benefícios da dança

Cientistas do Laboratório de Psicologia da Dança, na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, descobriram que os benefícios da dança incluem melhorias em pacientes com Mal de Parkinson. Os movimentos são capazes de combater os efeitos mentais degenerativos que a doença causa.

Os investigadores analisaram um grupo de pacientes durante três meses e constataram que as maneiras de improvisar as danças influenciavam nos pensamentos divergente (raciocínio estruturado) e convergente (busca de uma única solução para problemas). Em apenas 15 minutos de dança, já foi possível obter alterações positivas.

Outros benefícios da dança

De forma terapêutica, os benefícios da dança incluem uma melhora da autoestima e do funcionamento respiratório e cardíaco. Carlinhos de Jesus, renomado coreógrafo brasileiro, já afirmou que dançar alivia o estresse e desenvolve a agilidade de raciocínio, além de desinibir pessoas tímidas.

Os pré-requisitos para dançar são apenas vontade e capacidade de se movimentar. Falta de ginga, pouca coordenação e timidez são superadas aos poucos, com erros e acertos.

Na terceira idade, os benefícios da dança proporcionam uma melhora no condicionamento, na respiração e na circulação do sangue. A qualidade da saúde do coração é a principal contemplada, mas também o bem-estar se torna geral.

Como o corpo produz mais hormônios com o exercício, a sensação de “juventude” restaura o ânimo dos idosos. Além disso, estar em contato com outras pessoas faz com que os sintomas de depressão se tornem bastantes raros, pois a socialização combate esse problema.

Por que dançar faz bem?

Motivos para arrastar o pé no salão não faltam. Os benefícios da dança são tanto mentais quanto físicos. Ela melhora a flexibilidade, ajudando a corrigir postura e a dar mais elasticidade ao corpo. Pernas, glúteos, barriga e braços são tonificados durante a atividade, que promove um treino muscular completo na pista.

A coordenação motora é melhorada com o exercício de equilíbrio. Os ritmos trabalham a agilidade, combatem o estresse, estimulam a concentração e relaxam a musculatura. Outra vantagem de dançar é manter a ansiedade controlada, já que alguns tipos de movimento acalmam e tranquilizam.

Caso você sofra de problemas de comunicação, fica tímido em frente a muitas pessoas ou é mais quieto, a dança pode tornar a expressão em público mais fácil. A autoconfiança e autoestima melhoram significativamente entre os bailarinos.

Problemas de relacionamento também podem ser resolvidos com um pouco de ritmo. Casais aproveitam melhor a companhia um do outro dançando e aprendendo novos passos juntos.

E mais: você sabia que uma hora praticando salsa ou samba rock pode queimar até 600kcal? É um excelente motivo para tirar o pé do chão, melhorar a capacidade cardiorrespiratória, ganhar fôlego e perder peso.

Gostou das dicas de atividade física? Então deixe um comentário! E concorra agora a um smartphone Sony Xperia enviando um zap para o Vivo Mais Saudável. Adicione (21) 96702-5151 nos contatos do seu celular e responda: "Como um app pode ajudar você a ser mais saudável?". Saiba mais aqui.

TAGS
dança
emagrecimento
condicionamento físico
flexibilidade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ