Esporte

18/06/2014 09:00 - Atualizado em 10/12/2016 11:29

Momento lúdico: aprenda como fazer pipa

Veja como fazer pipa e passar uma tarde divertida com seu filho.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quem nunca passou tardes inteiras de verão, na infância, olhando para o céu, acompanhando encantado os movimentos de uma pipa que dançava, sustentada por uma linha que seguia até a sua mão? E todos os passos até ali, como fazer pipa e ouvir do seu pai histórias de outrora, compunham a brincadeira. Você pode recuperar essa prática com o seu filho e proporcionar-lhe momentos idílicos dos quais ele lembrará para a vida toda. Que tal?

Como fazer pipa e tirar seu filho do videogame

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Você mesmo criava o seu modelo de pipa antes de colocá-la para voar. Hoje você cresceu, mas pode relembrar esses dias divertidos ensinando o seu filho como fazer pipa e empiná-la junto com ele. O único problema, provavelmente, vai ser tirá-lo da frente da televisão ou do videogame. E depois tentar explicar que isto, sim, é compartilhar uma experiência. Mas o esforço valerá a pena: os dois, pai e filho, não vão se arrepender.

Se a sua memória já não lhe permite lembrar os detalhes de como fazer pipa, não tem problema: preparamos um passo-a-passo. Antes de tudo, não esqueça de ter muito cuidado com a rede elétrica. Procure soltar a sua pipa em um campo aberto, onde não tenha fios de energia para atrapalhar.

Passo a passo: como fazer pipa

Confira abaixo nossas dicas de como fazer pipa e prepare-se para um momento lúdico com seu filho:

Materiais Necessários

- 3 varetas ou espetinhos de madeira (uma com 50 cm, duas com 30 cm)

- Papel de seda (na cor que desejar)

- Linha de pipa (a famosa “linha 10”)

- Cola branca

- Palito de dentes

- Tesoura

- Sacolas plásticas

Como fazer

1) Amarre uma das varetas menores na perpendicular à vareta maior, a 10 cm da sua ponta, fazendo um formato de cruz. A outra vareta pequena deve ser amarrada a 19 cm da grande. Passe linha em torno de toda a armação para fixar bem.

2) Coloque a armação sobre o papel de seda e corte-o no mesmo formato, tomando o cuidado para que a margem exceda 2 cm. Esse excesso deve ser dobrado e fixado à armação com cola.

3) Para dar uma certa aerodinâmica para a sua pipa, envergue a vareta menor. Faça isso com cuidado, sem quebrá-la. Para manter a tensão, use a linha para fazer uma espécie de arco.

4) Faça o estirante da pipa, furando o papel com o palito o mais próximo da junção superior das varetas, amarrando a linha em volta dessa junção e deixe mais ou menos 50 cm da linha com folga. Amarre então na extremidade inferior. A cerca de 5 cm de amarra superior você deverá fazer um laço para que seja possível prender a linha e o tudo estará feito. O cabresto estará finalizado.

5) Faça a rabiola, dobrando duas sacolas plásticas na vertical e cortando as suas alças e seu fundo, como se fossem fatias. Depois desenrole-as e corte-as no meio, amarrando-as em outro pedaço de linha. A rabiola serve para dar estabilidade à sua pipa.

Como surgiu a pipa

Fala-se que a primeira pipa do mundo tenha surgido na China, há mais ou menos 200 anos a.C. Teria sido criada por um general chamado Han Hsin, com o objetivo de medir a distância de um túnel a ser escavado no castelo imperial. Aqui no Brasil, as pipas foram introduzidas pelos portugueses no final do século 16. Eles a conheceram em suas viagens pelo Oriente.

Um fato curioso é que, nas lutas de resistência dos Quilombo dos Palmares, quando sentinelas avançados observavam que um perigo se aproximava, erguiam pipas ao céu para dar o aviso. Trata-se de um indício de que as pipas já eram conhecidas na África, onde a cultuavam como oferenda aos seus deuses.

Achou interessante a matéria? Conseguiu construir uma pipa? Conte para gente a sua experiência.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ