Esporte

24/12/2014 10:59 - Atualizado em 15/11/2016 10:31

Mahamudra: Conheça o super treino que mistura modalidades

Mahamudra incorpora benefícios do crossfit, yoga, treino militar, capoeira e até meditação.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não faltam alternativas quando a intenção é manter a forma, seja para fazer bonito no verão ou para melhorar a qualidade de vida. O aumento do leque de opções de exercícios, treinos e modalidades pode acabar dificultando a escolha: medir os prós e contras nem sempre é tarefa fácil.

O Mahamudra nasceu para combinar modalidades, explorando o que cada uma tem de melhor. Relativamente recente, a prática tem conquistado adeptos nas grandes capitais.

Combinação de modalidades originou o Mahamudra

Em sânscrito, no idioma indiano, Mahamudra significa "grande gesto". No budismo tibetano, é considerado um meio para o autoconhecimento. No entanto, muito pouco disso tem a ver com os treinos praticados no Brasil.

mahamudra

Por aqui, houve uma apropriação do termo para designar uma modalidade de exercício físico de origem recente, que mistura lutas marciais, crossfit, yoga, treino militar, capoeira e meditação, para ficar só com as principais referências.

Parques públicos, como o Ibirapuera, em São Paulo, são o local escolhido para as atividades. Realizados em grupo, com a ajuda mútua dos participantes, num processo que estimula a convivência e o companheirismo, os exercícios são divididos em três etapas:

- Primeira: conhecida como aquietamento, implica trabalho respiratório, alongamentos e poses de yoga.

- Segunda: é imprevisível. São adotados exercícios funcionais completamente diferentes em cada treino, com o auxílio de equipamentos que variam entre kettlebells, sandbags, barras, argolas e elásticos.

- Terceira: incorpora o chamado Sono Profundo, um relaxamento mental e corporal extremo. Nessa etapa, os professores também podem propor um desafio, que abrange desde posições extremamente complexas a sugestões de ordem psicológica.

Alguns exemplo de práticas estimuladas durante as aulas de Mahamudra são o Sírshásana, uma pose de yoga em que o peso do corpo é sustentado pela cabeça, e a chamada flexão diferenciada, na qual o corpo é impulsionado para o alto, como se estivesse levitando.

A periodicidade das aulas é de três vezes por semana: cada dia tem um foco: força, resistência ou técnica. Em São Paulo, a mensalidade está próxima dos 250 reais, mas há fila de espera para participar.

Mahamudra exige condicionamento prévio

A orientação vale para todos os exercícios físicos, mas ganha especial importância quando o foco são os treinos vigorosos, que exploram o limite da força física e buscam a exaustão do praticante. Antes de começar, consulte um médico e faça exames, a fim de avaliar a resistência do seu organismo e aferir a qualidade do seu condicionamento.

Sem esse cuidado, o risco de lesões aumenta de forma alarmante. Outra recomendação pertinente diz respeito ao acompanhamento durante os exercícios: certifique-se da qualificação do profissional de educação física que orienta os treinamentos.

Por fim, é preciso atenção para não se deixar entusiasmar demais, a ponto de provocar a fadiga dos grupos musculares e dar origem a lesões.

Entenda que seu organismo não é uma máquina: exigir muito dos músculos, na busca pela superação de limites, pode ocasionar, por exemplo, uma doença conhecida como rabdomiólise, uma condição na qual o tecido muscular esquelético é danificado rapidamente. Tenha cuidado e bons treinos!

Pronto para experimentar o Mahamudra? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
atividade física
exercícios físicos
treino
meditação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ