Esporte

16/09/2014 11:12 - Atualizado em 03/12/2016 09:34

Hóquei no gelo: Adrenalina é marca desse esporte de alta intensidade

Agilidade é fundamental para a prática do hóquei no gelo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Criado no Canadá, em 1834, o hóquei no gelo é muito popular em países frios, onde o clima favorece a neve e a patinação no gelo como forma de lazer é uma prática comum, como Estados Unidos, Escócia, Finlândia e Rússia.

Incomum no Brasil, o conceito do esporte é simples: dois times com seis jogadores se enfrentam em uma pista de gelo, buscando acertar o disco na goleira adversária por meio do manejo dos tacos. Os atletas e o árbitro se locomovem com patins específicos para a patinação no gelo, protegidos por equipamentos que amenizam os riscos causados pelos constantes impactos caracaterísticos do jogo.

hoquei-no-gelo

Agilidade é fundamental para o hóquei no gelo

Se assistir a uma partida de hóquei no gelo é uma experiência que exige muita velocidade para acompanhar os movimentos, o que dizer da prática do esporte? Os atletas se deslocam muito rapidamente, favorecidos pelo contato da lâmina com o gelo, o disco é pequeno e uma “tacada” pode levá-lo a até 160 quilômetros por hora.

Além disso, a possibilidade de substituições infinitas contribui para o dinamismo do esporte, já que há alterações a todo o momento. Isso também permite a recuperação dos atletas e ajuda a manter o jogo sempre em alto nível. A partida tem duração de uma hora e é dividida em três tempos de vinte minutos cada.

O hóquei no gelo está no quadro de esportes das Olimpíadas de Inverno desde sua primeira edição, em 1924, na França. O Canadá é a principal potência do esporte - algo já esperado, considerando que é o país pioneiro na prática - tendo vencido as duas últimas Olimpíadas em ambas as modalidades, feminino e masculino.

O hóquei no gelo no Brasil

No Brasil, o esporte é praticado de forma muito limitada, em virtude da falta de ringues de patinação dedicados ao jogo e da cultura diferente, principalmente em função do clima tropical.

Aqui, praticam-se duas variações do esporte: o hóquei sobre a grama (esporte olímpico desde 1908) e o hóquei de quadra. Na grama, os atletas jogam de tênis e, na quadra, com patins de rodinhas. Ao invés do disco, tem-se uma bolinha semelhante a do jogo de taco.

Ao contrário do que acontece no gelo, na quadra os impactos físicos não são bem vistos pelos atletas. O foco é a habilidade na condução do jogo e no manejo da bolinha, fazendo do esporte um jogo mais técnico e menos violento, sendo praticado inclusive por crianças.

Benefícios do esporte para a saúde

Quando jogado com patins, o jogo torna-se mais rápido e dinâmico, potencializando o gasto calórico e exigindo mais dos grupos musculares inferiores. Além disso, a prática favorece o equilíbrio e a coordenação motora, por exigir movimentos ágeis sobre os patins.

Por se tratar de uma atividade aeróbica, há melhora na oxigenação e benefícios à parte fisiológica do corpo, além de estímulos específicos às coxas e aos glúteos. Estima-se que uma hora de patinação intensa consuma até 800 calorias, num gasto calórico equivalente à corrida.

E aí, curtiu nossa dica? Então deixe um comentário! E não esqueça de ficar ligado na nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ