Esporte

09/01/2015 07:19 - Atualizado em 08/12/2016 03:00

Futebol americano é atividade física de alta exigência

Entre os benefícios do futebol americano, estão a melhora da capacidade cardíaca e o fortalecimento dos músculos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma mistura de rugby e futebol, o futebol americano é conhecido mundialmente por suas jogadas violentas. No entanto, apesar da força bruta requisitada para sua prática, ele também proporciona alguns benefícios para os jogadores.

Maior força física, melhora da capacidade cardíaca e respiratória, fortalecimento dos músculos de todo o corpo (do tórax às panturrilhas), agilidade de concentração, visão estratégica e habilidade para se movimentar são os principais ganhos do atleta que pratica essa modalidade.

As jogadas no futebol americano

Nas partidas de futebol americano, são distribuídas jogadas de curta duração. Entre cada jogo, são permitidas substituições que trazem especialidades às estratégias, já que os treinadores colocam em campo aqueles que sabem que podem servir melhor às próximas etapas. Toda a jogada exige tática. Cada participante tem sua tarefa distribuída de acordo com as complexas regras do jogo.

Futebol americano

Ao todo, são onze jogadores por equipe, somando 22 dentro do campo. Cada partida dura 60 minutos e se divide em duas metades, com um intervalo entre cada período. As jogadas são feitas em tempos de 15 minutos e as equipes mudam de campo ao fim do primeiro e terceiro jogo. Na prorrogação, a partida tem “morte súbita”, ou seja, o primeiro time que pontuar, vence.

O kickoff é o chute que inicia cada parte do jogo e também que reinicia a partida após um touchdown (quando o jogador entra com a bola na zona de gol adversária). A bola é chutada desde o chão e é enviada com a maior força possível para o campo do adversário.

O objetivo do futebol americano é marcar mais pontos. A jogada com maior pontuação é o touchdown, que contabiliza seis pontos. A manobra exige bastante concentração e força, pois o jogador entra no time adversário com a posse de bola e faz o gol. Com isso, ganha o direito a um chute livre e mais um ou dois pontos extras.

No Brasil, futebol americano ainda não tem grande destaque

O Brasil é o país do futebol, mas ainda não do futebol americano. Não existem campos especiais para praticar o esporte, o custo dos equipamentos é bastante alto (quando não precisam ser importados), e não há patrocinadores suficientes para as equipes que surgem. Poucos times conseguem dinheiro e apoio para se manter, sendo que a grande maioria fica no amadorismo por falta de condições estruturais e financeiras.

Porém muitos atletas do nosso país estão correndo atrás de investimentos para a modalidade americana de esporte. A mídia vem chamando atenção para a prática, mesmo que ela sobreviva de patrocínio dos próprios jogadores para sustentar seus times.

O futebol americano no Brasil conta, atualmente, com duas ligas de destaque. A Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) é uma entidade filiada à Federação Internacional de Futebol Americano (Ifaf), que promove um campeonato dentro do Brasil disputado por 33 equipes na última edição.

Em 2013, o time Coritiba Crocodiles teve que fazer promoções de rifas para conseguir comprar passagens para disputar a final do campeonato contra o João Pessoa Electros. Ao menos, o time saiu campeão. Outros problemas são a falta de divulgação e o pouco incentivo, tanto por parte de clubes quanto nas escolas.

Gosta das nossas dicas de esporte e atividade física? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
futebol
esporte
atividade física
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ