Esporte

10/02/2015 09:32 - Atualizado em 22/11/2016 02:01

Dia do Atleta Profissional: Inspire-se nos ídolos do esporte brasileiro

As recentes conquistas do esporte brasileiro são lembradas no Dia do Atleta Profissional

POR

Redação

  • +A
  • -A

Garra, dedicação e superação das próprias limitações. Essas características são amplamente reconhecidas no dia 10 de fevereiro, data que marca o Dia do Atleta Profissional.

A cada ano, surgem novos ídolos que inspiram pessoas a buscar seus sonhos e, quem sabe, ganhar reconhecimento por causa deles. Saiba mais sobre a data e inspire-se com algumas histórias das recentes conquistas do esporte brasileiro.

dia do atleta profissional

Como surgiu o Dia do Atleta Profissional

Embora a prática dos esportes exista desde a Antiguidade, muitos anos antes de Cristo, o reconhecimento do atleta profissional demorou dezenas de séculos para acontecer. No Brasil, ocorreu apenas em 1998, por meio da Lei n.º 9615.

A legislação garante os direitos do atleta e exige que as entidades desportivas façam contratos com esses profissionais. No mesmo ano, foi estabelecido que 10 de fevereiro marcaria o Dia do Atleta Profissional em homenagem a essas pessoas que são exemplos de orgulho e resiliência.

Dia do Atleta Profissional: Inspire-se nos ídolos

Mais que preparo físico, a profissão exige muito treino, disciplina, dedicação e um pouco de sorte para ter a oportunidade de ser descoberto. No Dia do Atleta Profissional, alguns dos grandes ídolos do esporte servem de inspiração para aqueles que acalentam o sonho de fazer do esporte seu meio de vida.

Gabriel Medina

O Dia do Atleta Profissional de 2015 não poderia deixar de reconhecer a recente e emocionante vitória do surfista Gabriel Medina. Ele foi o primeiro brasileiro campeão mundial de surf, em dezembro do ano passado. Medina também tem o título de mais jovem brasileiro a ingressar no ASP World Tour, liga mundial do esporte.

Aos 20 anos, o paulista acumula uma experiência de veterano, tendo no currículo 11 anos de prática de surf, sendo seis como profissional.

O primeiro prêmio que ganhou foi aos 11 anos de idade, num campeonato nacional. Sua determinação em aprimorar a técnica faz dele um campeão mesmo enquanto se prepara para as competições.

Uma de suas maiores façanhas foi, durante um treino, em 2012, ter sido o segundo surfista no mundo a fazer a manobra backflip, que consiste em um mortal de costas.

Sarah Menezes

Em 2008, a judoca Sarah Menezes, então com 18 anos, foi derrotada na primeira luta dos Jogos Olímpicos de Pequim. Sua determinação a fez continuar e, quatro anos depois, a piauense emocionou a todos ao trazer a primeira medalha de ouro para o judô feminino brasileiro nas Olímpiadas de 2012.

A menina de apenas 24 anos é uma colecionadora de títulos, tendo até o momento cerca de 40 importantes conquistas no Brasil e nos cinco continentes. A melhor judoca do Brasil, mesmo diante das vitórias, não se acomoda e se prepara para as Olímpiadas de 2016.

José Aldo (Scarface)

No Dia do Atleta Profissional, também destacamos a superação de Zé Aldo. Com o sonho de treinar jiu-jitsu no Rio de Janeiro, o atleta deixou Manaus ainda jovem. A academia era o local no qual tinha que dormir, por não ter dinheiro.

Para não passar fome, ele dependia dos amigos. O esporte foi a forma encontrada por Zé Aldo para superar suas dificuldades.

Hoje, sua determinação e suas habilidades o levaram a ser o atual campeão do UFC na categoria Peso Pena e o segundo melhor lutador entre todas as categorias da liga. Zé Aldo serve de inspiração não apenas para brasileiros, mas para pessoas do mundo todo.

Gostou das histórias de vida? Deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ