Esporte

07/03/2015 12:21 - Atualizado em 03/11/2016 05:08

Danças brasileiras valorizam a cultura e fazem bem para o corpo

De Norte a Sul, as danças brasileiras animam o público e ainda queimam calorias.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O Brasil tem uma cultura riquíssima em todas as suas regiões. No país, as danças brasileiras fazem sucesso pelo ritmo e pela integração que promovem. Mas não é apenas o aspecto cultural que chama atenção. Os ritmos do país promovem um alto gasto calórico e são extremamente benéficos para a saúde. Conheça algumas danças e comece a praticá-las.

Danças brasileiras: Das animadas às românticas

O pagode é uma das mais animadas danças brasileiras. Trata-se de uma opção divertida e excelente para eliminar os quilinhos sobrando. Cerca de 400kcal são perdidas durante uma hora de dança. Além disso, a sonoridade é bem típica de festas e celebrações. O ritmo surgiu em meados da década de 1970, nos subúrbios cariocas.

dancas brasileiras

Ainda no Rio de Janeiro, o samba de gafieira se popularizou como um dos ritmos mais tradicionais do Brasil. Essa modalidade tem movimentos que exigem concentração e elegância.

Nas gafieiras, casas de baile surgidas entre os séculos 19 e 20, os casais mais humildes praticavam seus passos longe dos clubes exclusivos para a alta sociedade da época. Hoje, não há restrição de idade, classe, crença ou cor. Todos são bem-vindos à prática dessa dança que pode queimar, aproximadamente, 480kcal por hora.

Mais para o sul do país, o chamamé se popularizou como uma das danças brasileiras mais românticas, apesar de ser, originalmente, importada da Argentina. Esse ritmo musical vem da região de Corrientes e tem seus primeiros registros entre os índios guaranis, os exploradores da Espanha e os imigrantes italianos.

No Rio Grande do Sul, os gaúchos adaptaram o ritmo, que passou a adquirir elementos regionais, como o protagonismo do acordeom nas composições.

Funk e frevo são danças brasileiras agitadas

Influenciado por um ritmo dos Estados Unidos, o miami bass, o funk do Brasil se popularizou a partir da década de 1980. Com batidas rápidas e letras mais sensuais e erotizadas, ele começou a ter bailes próprios em comunidades e favelas. Não demorou para que se tornasse o estilo musical favorito de grande parte dos brasileiros.

Atraindo cada vez mais gente para os bailes funk, o funk atual tem um apelo pop. Várias cantoras o misturam com batidas eletrônicas e passos do stiletto (dança sobre salto alto) e do hip-hop. Em uma hora dançando funk, é possível queimar até 500kcal.

O frevo é uma das danças brasileiras mais populares no Nordeste. Eliminando até 600kcal, esse ritmo trabalha os glúteos, as pernas, os braços e os quadris. Os passos combinam pulos e movimentos com os membros superiores e inferiores. O equilíbrio é necessário para quem deseja praticar a modalidade, que alia diversão à perda dos quilinhos.

Surgido em Pernambuco, no início do século 20, o frevo está entre as danças brasileiras que integram o carnaval nordestino.

Gostou das dicas de atividade física? Então deixe um comentário! E concorra agora a um smartphone Sony Xperia enviando um zap para o Vivo Mais Saudável. Adicione (21) 96702-5151 nos contatos do seu celular e responda: "Como um app pode ajudar você a ser mais saudável?". Saiba mais aqui.

TAGS
dança
Brasil
frevo
funk

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ