Esporte

15/05/2015 11:32 - Atualizado em 06/12/2016 10:01

Dançar jazz ajuda a deixar o corpo em forma

Além de fortalecer os músculos e melhorar a flexibilidade, o jazz também proporciona diversão e bem-estar.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando se fala em jazz, muitas pessoas pensam no estilo musical, mas existe também uma modalidade da dança que é bem diferente daquelas músicas intrincadas. Ela mistura elementos de balé e dança contemporânea, e se tornou uma das principais formas de expressão artística entre as modalidades.

Essa dança é dinâmica e trabalha com movimentos aeróbicos intensos e muito expressivos. Com as aulas, é possível melhorar o condicionamento físico, perder peso e tonificar os músculos. Além disso, a atividade também ajuda a melhorar a frequência cardíaca e respiratória, proporciona ritmo, dá agilidade de movimentação e de raciocínio.

jazz

Benefícios do jazz para a saúde

Dançar jazz exige força e flexibilidade para realizar os movimentos, alternar a velocidade dos passos e também manter o corpo em algumas posições por mais tempo. Com isso, a atividade movimenta várias partes do corpo e diferentes grupos musculares, proporcionando melhorias para a saúde física e mental dos praticantes.

Após algumas aulas, já é possível perceber mudanças físicas, pois são queimadas cerca de 450 calorias por hora. A dança ajuda a eliminar gorduras localizadas, definir a musculatura, corrigir a postura, melhorar o alongamento e fortalecer os músculos do abdômen, dos glúteos e das coxas. O corpo fica mais definido e com as curvas modeladas.

Dançar esse estilo também melhora a força e a resistência física, o equilíbrio, a flexibilidade, a coordenação motora, a musicalidade, o ritmo, a concentração e a memória. Não existem restrições: qualquer pessoa pode praticar, independentemente do sexo e da idade.

Crianças a partir dos 7 anos, adultos e idosos podem se divertir, desde que seja respeitado as características e as limitações de cada um.

jazz

Para quem não pratica nenhum tipo de atividade física e quer começar a dançar jazz, é indicado procurar um médico antes de começar, para uma avaliação física e de saúde.

O profissional vai indicar os cuidados necessários e a melhor forma de praticar a dança, determinando aspectos como a frequência e intensidade das aulas.

Saiba mais sobre a modalidade

O jazz é uma dança pessoal desenvolvida através do improviso, servindo como forma de expressão dos sentimentos e interpretação do ritmo da música.

A origem do estilo tem raízes populares, sendo criado no início do século 20 por norte-americanos, a partir de danças africanas.

A evolução inicial era paralela à da música também conhecida como jazz, mas, com o tempo, foi ganhando características diferentes.

A modalidade tem influência de diversos outros estilos e princípios técnicos, como do balé clássico, do balé moderno e da dança contemporânea. As aulas trabalham com coreografias baseadas na criação livre e no improviso. Os movimentos são explosivos e se irradiam dos quadris, caracterizando uma dança de muita expressividade.

Pode ser dançado descalço, com sapatilhas ou com tênis específicos para a prática, variando de acordo com o estilo da música e da coreografia. Dentro da própria modalidade existem variações, que vão desde o jazz clássico até o street jazz, que recebe influências também da dança de rua.

Você gosta de dançar? Que tal praticar o jazz? Deixe seu comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades para sua qualidade de vida aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
dança
queimar calorias
expressividade
resistência

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ