Esporte

15/06/2015 09:21 - Atualizado em 10/12/2016 07:57

Bodyboard é esporte de alta exigência física

Pernas e braços fortes são comuns entre praticantes do bodyboard, um esporte aquático repleto de manobras.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Que tal se refrescar no mar e ficar de bem com o corpo praticando o bodyboard? O esporte é excelente para manter a boa forma física, além de oferecer uma série de outros benefícios. Com a prática, é possível queimar 500 calorias em apenas uma hora. É quase o mesmo gasto de uma corrida.

Apesar de ser uma modalidade que movimenta diferentes regiões do corpo, é também considerada como uma atividade aeróbica, em razão das longas durações de manobras dentro do mar.

Além de fazer bem ao sistema cardiovascular e ao cardiorrespiratório, o bodyboard também trabalha pernas, glúteos, braços, costas e peitoral. Quer aderir e não sabe como? Conheça mais sobre essa prática e vá direto para a água.

bodyboard

Os benefícios do bodyboard

O bodyboard é um esporte que proporciona melhor capacidade de concentração, aprimora a coordenação motora e dá maior sensação de equilíbrio. O praticante deve manter foco em seus movimentos e realizar diversos tipos de alongamento para estimular a flexibilidade durante as manobras. Além disso, o contato com a água reduz o estresse e melhora o relaxamento corporal.

Para praticar, é preciso ficar deitado ou de joelhos sobre uma prancha, pela qual o atleta desce a onda no mar. Nadadeiras, conhecidas por pés de pato, são usadas para ajudar nas manobras e com a movimentação na água. O esporte exige muita técnica e preparo físico, podendo provocar danos em quem não está acostumado com a força da água.

É importante que, aqueles que desejam aderir à prática, façam um treinamento de força e flexibilidade para garantir melhor rendimento. Devem ser trabalhados especialmente os membros superiores para a remada e também inferiores, visando o equilíbrio nas pernas. A região lombar também deve estar bem preparada para evitar danos à coluna.

Garantir segurança na prática do bodyboard é possível com aquecimento dos músculos e alongamento dos membros. Saber nadar é crucial, além do conhecimento das condições marítimas antes de entrar na água. Usar sempre protetor solar e beber muita água também é importante. As refeições devem ser leves antes de ir ao mar.

Bodyboard no Brasil

No Brasil, o bodyboard foi introduzido em 1978. Graças à popularização promovida por Marcus Cal Kung, o esporte se desenvolveu em âmbito nacional. Ainda vivo, ele ministra palestras, escreve artigos, fabrica pranchas e dá aulas sobre o esporte no Rio de Janeiro. Também ajudou na fundação da Associação Brasileira de Bodyboarding (ABRASB), que surgiu em 1988 junto ao primeiro campeonato.

O esporte é conhecido no mundo todo. A prancha é menor e mais flexível que a do surfe, o que faz com que as manobras sejam mais elaboradas, chamando atenção para novos praticantes. Os brasileiros se destacam no cenário esportivo por consagrarem diversos campeões mundiais e serem um dos maiores disseminadores da prática.

Entre os famosos nessa modalidade esportiva, está Guilherme Tâmega, um carioca que já é hexacampeão do mundo. As mulheres também recebem destaque, conquistando bons resultados no chamado Circuito Mundial de Bodyboard.

E você, ficou interessado em experimentar o esporte? Deixe um comentário! E fique sempre ligado nas novidades que você encontra no Vivo Mais Saudável.

TAGS
esporte
esporte aquático
mar
prancha

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ