Esporte

28/01/2016 10:00 - Atualizado em 29/11/2016 08:36

Base jumping é sinônimo de adrenalina em queda livre

Salto de paraquedas a partir de prédios e penhascos é proibido em alguns países.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Saltar de paraquedas de um avião a mais de 4 mil metros de altitude já é um desafio e tanto. Só que tem gente que busca ainda mais emoção: são os adeptos do Base jumping, o salto a partir de estruturas físicas, como prédios e montanhas.

Parece loucura? Saiba mais sobre a atividade e veja como é possível praticá-la com segurança.

atleta de base jumping em montanha

Conheça o Base jumping

O Base jumping, criado como esporte moderno na década de 1970, é uma prática de esporte de aventura que consiste no salto de paraquedas a partir de estruturas físicas. A sigla B.A.S.E representa, em inglês, cada uma das estruturas em que é possível saltar.

O B corresponde a "building", que significa prédio; o A é de "antenna", ou antena; o S representa "span", ou pontes; o E remete a "Earth", a Terra, englobando os saltos de formações naturais, como desfiladeiros, penhascos e falésias.

As diferenças em comparação ao skydive, no qual o salto ocorre de um avião, são muitas. A principal delas é a altura. Enquanto os skydivers saltam de altitudes superiores a 4 mil metros, no Base jumping isso pode acontecer a partir de uma altura de apenas 80 metros, dependendo das condições climáticas.

O tempo de queda-livre antes da abertura do paraquedas diminui dos 45 segundos do skydive para não mais que 15 segundos, conforme a estrutura de partida. Porém para chegar a esse nível técnico, é necessário que o atleta já tenha experiência prévia com skydiving, em função da dificuldade.

O equipamento utilizado é um paraquedas do tipo “rum-air”, especial para essa prática. Em formato retangular, ele possibilita maior controle de direção e de velocidade, se comparado aos redondos tradicionais.

Apesar da experiência dos praticantes, vale lembrar que a prática do Base jumping é extremamente perigosa. Em função disso, é proibida em diversos países, como na Suíça, por exemplo.

Saiba Mais
Conheça o kitesurf, uma opção esportiva para o verão
Voos de wingsuit exigem preparo e muita técnica
Windsurf: Surfe e veleje ao mesmo tempo com o esporte

Origem do esporte

A história possui algumas controvérsias. Ainda que haja relatos de saltos do início do século 20, o esporte moderno tem origem na década de 1970, nos Estados Unidos. Há indícios de que os primeiros saltos tenham sido feitos no ano de 1975, em El Captain, no Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia. O parque é conhecido pelos seus enormes desfiladeiros de granito.

O termo "Base jumping" foi criado por Carl e Jean Boenish, juntamente com Phil Smith e Phil Mayfield. Os quatro são considerados os pais do esporte.

Carl desenvolveu um método de identificação dos atletas do esporte: todos que completassem um salto em cada uma das quatro estruturas recebiam o termo "Base", seguido por um número posterior ao de quem tivesse completado a façanha antes. Número 4, Carl morreu em 1984, ao tentar realizar um salto na Noruega.

Que achou do esporte? Você encararia o desafio? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de bem-estar e atividade física aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
paraquedas
queda livre
esporte de aventura
esporte radical

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ