Esporte

21/10/2014 11:26 - Atualizado em 09/12/2016 02:34

Aprenda como melhorar o fôlego no treino de corrida

Abandonar hábitos nocivos e planejar o treino é essencial para melhorar o fôlego.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Tomar a atitude de abandonar o sedentarismo pode ser o passo mais difícil - e mais importante - na busca por uma vida saudável, mas certamente não será a única dificuldade encontrada no caminho. Quem decide começar a correr geralmente se queixa da falta de fôlego, o que prejudica a corrida e não permite que longas distâncias sejam alcançadas. Pensando nisso, reunimos algumas dicas que podem fazer a diferença para quem quer melhorar o fôlego e aperfeiçoar o desempenho.

Melhorar o fôlego é um processo que exige paciência

Antes de tudo, é importante entender que ninguém se transforma em um maratonista da noite para o dia. Se a pessoa era sedentária, então, a dificuldade de manter a respiração constante será ainda maior. Melhorar o fôlego é um processo que demanda paciência e dedicação constantes, além de disciplina e regularidade nos treinos.

melhorar-o-folego

Também é fundamental entender as próprias limitações e encarar as dificuldades como uma oportunidade de aperfeiçoamento. Tentar exceder os limites e traçar comparativos com atletas de alto rendimento pode gerar frustrações e inibir o ímpeto por uma vida mais saudável. Entenda: a única pessoa que pode servir como comparativo é você.

Como melhorar o fôlego

Comece devagar

Antes de começar a correr, dê atenção aos alongamentos e ao aquecimento. Correr com os músculos contraídos e “frios” aumenta a chance de lesões musculares. Inicie o exercício com um cooper e vá elevando a intensidade de forma gradativa, prestando atenção às respostas do seu organismo ao esforço físico.

Intercale a corrida com caminhadas

Esse método ajuda a manter o fôlego e a aperfeiçoar a capacidade cardiorrespiratória, além de não esgotar sua energia tão rapidamente. É mais fácil atingir longas distâncias com um ritmo moderado e calculado do que correndo o mais rápido possível.

Trace um histórico do desempenho

A regularidade é fundamental para melhorar o fôlego. Parece simples, mas ainda há quem ignore essa regra: quanto mais você se exercitar, mais o organismo vai se adaptar à atividade. Correr três vezes por semana pode ser difícil no início, mas, com o passar dos meses, a tarefa tornar-se-á mais simples de executar. Traçar um histórico do desempenho também ajuda a melhorar seus índices, além de funcionar como uma amostragem de evolução, motivando-o a continuar.

Atenção à respiração

Corredores mais experientes costumam controlar a respiração por meio da contagem de passadas, pois, como respirar e inspirar é um ato “automático”, o processo pode sair de controle com o esforço físico. Um exemplo: a cada três passos inspirando, repita os três passos expirando.

Fique atento ao trajeto e aos equipamentos

Pode não parecer, mas escolher um trajeto adequado e roupas próprias ao exercício também é importante para manter o fôlego. Tênis inadequados e roupas pesadas, que não facilitem a transpiração, vão prejudicar a sua respiração. Além disso, opte por um trajeto sem aclives ou declives consideráveis: dê preferência a pistas atléticas, por exemplo.

Abandone hábitos nocivos

Ingerir bebidas alcoolicas em demasia e alimentos muito gordurosos não são atitudes que combinam com a práica de esportes e nem contribuem para uma vida saudável. O hábito mais prejudicial à corrida, no entanto, talvez seja o tabagismo: o cigarro é um inimigo do fôlego, pois diminui a capacidade respiratória ao prejudicar a absorção de oxigênio por parte dos alvéolos pulmonares.

E aí, curtiu nossas dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
corrida
atividades físicas
saúde
boa forma

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ