Sem Açúcar

25/06/2015 08:03 - Atualizado em 07/12/2016 02:18

Dieta sem açúcar vale a pena? Tire suas conclusões

Açúcar garante energia ao corpo, mas pode levar à obesidade e deve ser dosado.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você conseguiria viver sem comer um docinho? Uma dieta sem açúcar parece impossível, mas pode trazer alguns benefícios, se você souber dosar a falta desse ingrediente. Só que cortar de vez o doce do cardápio não é uma tarefa fácil, ainda mais para quem está acostumado a ingerir açúcar em diferentes alimentos no dia a dia.

São inúmeros os produtos que contêm algum tipo de adição de açúcar. Biscoitos, molhos e até mesmo bacon possuem o ingrediente. Por isso, para quem resolve fazer uma dieta sem açúcar, é necessário modificar radicalmente os hábitos, trocando os alimentos por vegetais frescos como beterraba e cenoura. Quer saber como isso é possível? Confira.

Por que fazer uma dieta sem açúcar?

O paladar pode mudar, a partir de uma dieta sem açúcar. Quando fica muito tempo sem ingerir doces, a pessoa é capaz de rejeitar uma sobremesa e até de sentir-se enjoada e com dor de cabeça se consumi-la. Uma vez que o açúcar é tirado do cardápio, é difícil conseguir comê-lo novamente, pois o próprio funcionamento intestinal sofre para processá-lo.

dieta sem acucar

Quando se para de ingerir açúcar, é possível aumentar a disposição e também reduzir alguns problemas de saúde.

Considerado um carboidrato simples, ele é incorporado com rapidez no organismo. Também está relacionado ao déficit de atenção, à sobrecarga do pâncreas e à hiperatividade. Por isso, os doces são capazes de agravar doenças crônicas e levar à obesidade.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o valor de açúcar que se recomenda ingerir é de 5% a 10% de uma dieta de 2 mil calorias por dia. Ou seja, apenas cinco colheres de chá ou 20 gramas. Em uma lata de refrigerante, porém, já estão presentes 40 gramas de açúcar, o dobro do desejável.

Apesar de os dados sobre o açúcar serem alarmantes, porém, é preciso tomar cuidado antes de substituí-lo pelos adoçantes artificiais. Mesmo sendo indicados para os diabéticos, eles não são absorvidos e metabolizados pelo corpo, sendo exclusivamente utilizados para dar o sabor doce aos alimentos.

O ideal é educar o paladar e acostumar-se a não consumi-los. Se não for possível, moderação é a palavra de ordem.

Comece a substituição dos doces na sua dieta sem açúcar por frutas secas e mel, que são menos industrializados e têm baixo teor de toxinas. Se for difícil controlar a compulsão, recorra aos alimentos ricos em aminoácidos, como a banana e o grão-de-bico, que possuem triptofano.

E os benefícios do açúcar?

Não faz tão mal assim consumir açúcar, afinal praticamente todos ingerem esse composto de alguma forma. Ele é o principal fornecedor de glicose para o corpo, fazendo o cérebro, a retina e os rins funcionarem corretamente. Em uma dieta sem açúcar, pode ocorrer a chamada hipoglicemia, que provoca dores de cabeça e coceira nos olhos.

O açúcar também ajuda a disseminar as bactérias que garantem o bom funcionamento do intestino. Além disso, é fonte de ferro, cloro, sódio, magnésio, cálcio, fósforo, potássio e vitaminas do complexo B.

Nas frutas e em alimentos salgados, como pães e massas, ele também é encontrado. Por isso, é possível não ingerir o açúcar refinado, consumindo-o apenas na alimentação, sempre de forma moderada.

E você? Consegue controlar a compulsão por açúcar? Conte para nós! E aproveite para conferir mais dicas de alimentação aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
glicose
açúcar dos alimentos
hipoglicemia
restrição alimentar

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ