Receitas Saudáveis

28/03/2015 02:14 - Atualizado em 04/12/2016 05:05

Arroz vermelho pode ser um importante aliado da saúde

Depressão, problemas intestinais e falta de nutrientes podem ser combatidos com o alimento.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O prato típico do brasileiro é composto de carne vermelha, feijão e arroz. Você já cogitou trocar a versão branca pelo arroz vermelho? Aliás, você conhece os benefícios desse grão? Ele possui até 15% mais proteína que os outros tipos.

De acordo com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), as características nutricionais e funcionais desse arroz possuem abundância de antioxidantes, substâncias que melhoram o sistema imunológico e combatem os radicais livres. Saiba mais sobre o arroz vermelho e por que inseri-lo no cardápio.

arroz vermelho

Benefícios do arroz vermelho

Originário da China, o arroz vermelho chegou ao Brasil pelos portugueses. Hoje, ele é bastante consumido na Paraíba e produzido em diversas regiões do país. Excelente fonte de fibras, o grão atua no organismo combatendo a prisão de ventre e aumentando a saciedade.

O processo digestivo é facilitado porque fica mais lento, distribuindo energia de forma mais eficiente e gradual. Ele trabalha evitando que as gorduras sejam absorvidas em excesso pelo corpo, prevenindo também o desenvolvimento de colesterol ruim.

Quem consome esse arroz também pode perder peso. Ele inibe o apetite e faz a fome passar mais rápido. Quem deseja emagrecer com saúde pode substituir o arroz branco pelo integral vermelho.

Para o coração, esse tipo de arroz é bastante eficiente no combate ao colesterol ruim (HDL). Ele possui uma substância conhecida como monocolina, que aumenta o colesterol bom (LDL). Além disso, faz a corrente sanguínea fluir melhor e possui quantidades significativas de ferro e zinco - duas vezes mais que o arroz branco.

Prepare o arroz vermelho

Não é possível encontrar o arroz vermelho em qualquer supermercado. Ele é uma variedade mais comum em estados do Nordeste brasileiro, como Rio Grande do Norte, Maranhão e Paraíba. Ultimamente, tem se popularizado mais, devido à divulgação de seus benefícios.

Apesar do preço mais alto, ele rende mais porções quando cozido. Além disso, a saciedade proporcionada também é maior, bem como os efeitos no organismo. Aliás, é necessário tomar cuidado com o consumo excessivo, já que ele pode causar falência renal. É contraindicado para gestantes, lactantes, crianças e idosos.

O preparo é exatamente igual ao do arroz branco. O tempero e o tempo de cozimento ficam ao seu critério. É recomendável temperá-lo menos que o arroz tradicional, pois o arroz vermelho tem um gosto mais marcante e forte. Para complementá-lo, alho, cebolinha e cebola picada são boas opções. 

Para o processo de emagrecimento, o arroz de cor vermelha favorece uma absorção mais lenta de gordura, funcionando também para potencializar o trânsito do intestino. Suas fibras e carboidratos complexos se transformam em glicose mais lentamente, aproveitando melhor a energia que se obtém durante o dia.

Até mesmo para a depressão, o consumo do grão é benéfico. A vitamina B6 faz com que o metabolismo das células vermelhas encontre equilíbrio, formando serotonina.

Essa substância é um neurotransmissor encarregado de proporcionar estados como o de ânimo, sono ou apetite. Fonte dessa vitamina, o arroz de cor avermelhada combate nervosismo, irritação e, inclusive, quadros depressivos.

Gostou das dicas de alimentação? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
culinária
arroz
fibras
vitamina B6

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ